Grupo Meliá inicia construção de nova unidade hoteleira em Lisboa

A nova unidade horeleira irá disponibilizar 240 quartos, restaurante aberto 24 horas por dia, ‘bar-lounge’ na cobertura com vista panorâmica sobre a cidade, salas de convenções e centro de congressos com capacidade até 550 pessoas.

O Grupo Meliá iniciou a construção de uma nova unidade hoteleira, a primeira desta insígnia em Lisboa, que deverá estar concluída na segunda metade de 2022, disponibilizando 240 quartos numa das localizações mais centrais da capital.

“Iniciaram-se na semana passada os trabalhos de construção do hotel Meliá Lisboa, a primeira unidade de cinco estrelas gerida pela cadeia hoteleira espanhola em Portugal, que irá nascer no cruzamento da Avenida António Augusto de Aguiar com a Avenida Fontes Pereira de Melo, junto ao Marquês de Pombal, em Lisboa”, esclarece um comunicado.

Segundo esse documento, “a gestão de projeto e da construção é assegurada pela Engexpor, que tem acompanhado o empreendimento desde a fase inicial de estudo e conceito, trabalhando em colaboração com a equipa de projeto”.

“O contrato foi atribuído pelo Discovery Portugal Real Estate Fund, assessorado pela Explorer Investments que, em resultado de uma parceria firmada com a Meliã Hotels International, irá desenvolver o projeto hoteleiro”, adianta o referido comunicado, acrescentando que “a conclusão da obra está prevista para o segundo semestre de 2022, dando origem a uma unidade com elevados padrões de qualidade e que revitaliza um dos gavetos mais emblemáticos da cidade de Lisboa”.

“Quando finalizado, o Meliã Lisboa irá disponibilizar 240 quartos, restaurante aberto 24 horas por dia, ‘bar-lounge’ na cobertura com vista panorâmica sobre a cidade, salas de convenções e centro de congressos com capacidade até 550 pessoas. Assente no conceito ‘bleisure’, isto é, adaptado a negócios e lazer, conta ainda com ‘health club’ e ‘welness center’. Ao todo, serão 22.220 metros quadrados de área bruta de construção, distribuídos por 14 pisos acima do solo e ainda seis pisos subterrâneos”, assegura o referido comunicado.

De acordo com Miguel Alegria, CEO da Engexpor, “o Meliã Lisboa será uma referência para a cidade, quer pelos elevados padrões de qualidade, quer pelo seu contributo para valorizar uma localização estratégica, mas que durante largos anos esteve abandonada”.

“É, por isso, com muito entusiasmo que iniciámos esta obra, onde os níveis de rigor, qualidade e eficiência em todo o processo serão otimizados através do uso de uma metodologia inovadora que será cada vez mais uma tendência em Portugal”, assume aquele responsável.

De acordo com o comunicado em questão, “além da gestão de projeto e da construção, a Engexpor tem a cargo a gestão e a coordenação a nível do BIM (‘Building Information Modelling’), fornecendo as diretrizes sobre a forma como o mesmo deve ser executado”.

“O BIM é uma metodologia aplicada à gestão de projetos que permite não só a modelação e análise 3D, mas também criar e gerir toda a informação de modo centralizado, normalizado e integrado ao longo de todo o ciclo de vida de um ativo. É uma prática que tem vindo a ganhar grande destaque na área de projeto, construção e operação a nível internacional e que está a ser crescentemente implementada em Portugal”, conclui o comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Linha de apoio a micro e pequenas empresas disponível a partir desta quarta-feira

Para se poderem candidatar, as empresas terão de apresentar uma quebra abrupta e acentuada de pelo menos 40% da sua faturação, e não poderão ter beneficiado das anteriores linhas de crédito com garantia mútua. A SPGM avisa que as empresas em dificuldades não podem ter sede em países ou regiões com regime fiscal mais favorável (‘offshore’)”.

Farmacêutica Pfizer inicia ensaio clínico com quase 30 mil participantes

A farmacêutica norte-americana Pfizer e a biotecnológica alemã BioNTech iniciaram um ensaio clínico de uma potencial vacina para a Covid-19 envolvendo cerca de 30 mil participantes, foi anunciado esta quarta-feira.

Facebook lança versão do Tik Tok através do Instagram

O Reels é a aplicação que a empresa de Mark Zuckerberg criou para fazer frente ao rival Tik Tok. O lançamento acontece dias depois sa Microsoft anunciar as negociações para adquirir as operações nos EUA da aplicação de video da ByteDance na China.
Comentários