Guerra às ‘fake news’: Google investe 300 milhões de dólares

Promover o jornalismo digital é a grande aposta da Google News Initiative (GNI), bem como a criação de modelos de negócio sustentáveis para as organizações noticiosas, fortalecendo as mesmas através da inovação digital.

Ao todo serão quase 244 milhões de euros, que a Google vai investir para combater as notícias falsas. Apesar de não revelar os valores exatos, parte deste investimento será feito na Aliança da Credibilidade (Credibility Coalition), empresa parceira que tem vindo a desenvolver várias maneiras que permitam a terceiros, fazer uma avaliação do conteúdo disponibilizado.

Promover o jornalismo digital é a grande aposta da Google News Initiative (GNI), bem como a criação de modelos de negócio sustentáveis para as organizações noticiosas, fortalecendo as mesmas através da inovação digital. Tudo isto com o intuito de lutar contra a má informação na Internet.

Na aplicação Subscreva com o Google (Subscribe with Google), os internautas vão poder subscrever o conteúdo online que preferirem, sem terem a necessidade de preencher formulários, ou colocarem os dados do cartão de crédito.

Para além disto a Google irá lançar o seu sistema de assinaturas para jornais, de modo a promover a subscrição de produtos digitais, que são fontes credíveis de informação. Parte das receitas destas assinaturas ficarão para a empresa.

Em comunicado a empresa refere no entanto, “ser cada vez mais difícil distinguir o que é verdade, e que os vários projetos não têm sido suficientes”, isto porque “a rápida evolução da tecnologia, está a desafiar todas as instituições, incluindo a indústria noticiosa”.

Recomendadas

Windows 10 vai passar ficheiros menos utilizados para a nuvem automaticamente

A funcionalidade Storage Sense vai ganhar novas funcionalidades, enquanto que a aplicação ‘Limpeza de Disco’ vai desaparecer progressivamente.

Criptomoedas são reconhecidas apenas por 2% das empresas europeias

Empresas portuguesas não aceitam moeda digital como método de pagamento.

Receitas da Bizdirect crescem 18% para 34 milhões de euros

Com uma performance positiva de todas as suas unidades de negócio, as receitas da empresa tecnológica detida pela Sonae IM cresceram 18% nos primeiro semestre de 2018, com os negócios internacionais da empresa a contarem 9% da faturação
Comentários