Guterres está “decepcionado” com os resultados da Cimeira do Clima

Secretário-geral das Nações Unidas esperava mais do acordo que resultou da Cimeira do Clima, que terminou este domingo. No entanto, garante estar empenhado para que 2020 “seja o ano em que todos os países se comprometem a fazer o que a ciência nos diz”.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse estar decepcionado com os resultados da Cimeira do Clima, que terminou este domingo, em Madrid. O antigo primeiro-ministro português apela, no entanto, a que se continuem os esforços para alcançar as metas ambicionadas.

“Estou decepcionado com os resultados da COP25. A comunidade internacional perdeu uma oportunidade importante para mostrar uma maior ambição na mitigação e adaptação para enfrentar a crise climática”, escreveu António Guterres, numa publicação no Twitter. “Mas não devemos desistir, e eu não irei desistir”, acrescentou.

António Guterres garante ainda estar “mais determinado do que nunca a trabalhar para que 2020 seja o ano em que todos os países se comprometem a fazer o que a ciência nos diz que é necessário para atingir a neutralidade carbónica até 2050 e não ir mais além dos 1,5 graus de aumento da temperatura média”.

A cimeira organizada pelas Nações Unidas terminou este domingo, tendo resultado num acordo final intitulado “Chile-Madrid, hora de agir”, depois de um intenso debate com o Brasil, que resistiu a dois parágrafos incluídos no acordo sobre os oceanos e o uso da terra.

Cop 25: cimeira do clima chega a acordo em Madrid

Ler mais
Relacionadas

PremiumPacto Ecológico Europeu: entre a ambição e o desconhecido

Genericamente bem aceite, a proposta da Comissão von der Leyen é basicamente um conjunto de desafiantes intenções, que carece de estruturação mais fina. Enquanto tal não acontece, as expectativas são positivas, mas com alguns receios concretos.
matos_fernandes_crise_energetica_greve_motoristas

COP25: O pouco que havia para concluir não se concluiu, lamenta ministro do Ambiente

O governante disse que nas conclusões que se podem retirar da cimeira do clima se foi “no sentido certo” do ponto de vista da ambição, mas que não se conseguiu fechar “o único artigo que ainda estava em aberto no livro de regras do Acordo de Paris”.
antonio_costa_pedro_sanchez_cop25_conferencia_ambiente

COP25: Oikos e Zero responsabilizam Estados Unidos, Austrália, e Brasil por “resultado pouco positivo”

As organizações ambientalistas consideram que é “cada vez maior” a diferença entre o que as pessoas exigem por um futuro seguro para o clima e o que os líderes estão dispostos a fazer “à medida que as emissões aumentam, a produção de combustíveis fósseis se expande e os impactos são mais dramáticos”.

COP25: Brasil quase bloqueou acordo final

O Brasil pediu a palavra para dizer que tinha dúvidas em aprovar um texto no qual se incluem referências expressas em dois parágrafos (30 e 31 do acordo) ao papel dos oceanos e do uso da terra (referido em vários documentos científicos nos últimos meses) no clima global.
antonio_costa_pedro_sanchez_cop25_conferencia_ambiente

Cop 25: cimeira do clima chega a acordo em Madrid

O acordo intitulado “Chile-Madrid, hora de agir”, foi alcançado quase dois dias após o dia marcado para encerrar a conferência COP25.
Recomendadas

Governo investiu 388 milhões de euros ao abrigo do Fundo Ambiental em 2019

O Fundo Ambiental foi criado em 2016, entrando em vigor em 2017, para apoiar políticas de desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento de compromissos nacionais e internacionais, relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, aos resíduos, à conservação da natureza e à biodiversidade.

Presidência da Eurorregião Alentejo-Algarve transita para a Andaluzia

O presidente Junta da Andaluzia, Juan Moreno, lidera agora a eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia – a designada EuroAAA -, defendendo que esta estrutura deve ter maior ambição na Europa. Já anunciou que quer albergar a próxima Cimeira Ibérica Espanha-Portugal

Conferência que começou como acidente quer mudar as cidades

“Depois de anunciarmos, alugámos um espaço onde cabiam 200 pessoas mas nunca pensámos encher. No fim, acabámos com mais de mil pessoas de mais de 30 países”, afirma o fundador do projeto.
Comentários