Há mais reformados do que trabalhadores em 23% dos concelhos

Trás-os-Montes, Beira Interior e Alentejo são os municípios onde se encontra o maior número de reformados por velhice.

Há mais reformados do que trabalhadores em 23% dos concelhos do continente de Portugal, revela esta terça-feira o “Jornal de Notícias” (JN) com base nos dados facultados pelo Instituto de Segurança Social.

“Como podem ter dinâmica económica e social? (…) Não podemos converter população em idade ativa em reformados”, afirmou ao jornal portuense Ana Alexandre Fernandes, presidente da Associação Portuguesa de Demografia.

Trás-os-Montes, Beira Interior e Alentejo são os municípios onde se encontra o maior número de reformados por velhice, segundo o JN. Já Albufeira tem três trabalhadores por cada reformado, seguindo-se Lousada e Paços de Ferreira.

Na semana passada, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social avançou à agência noticiosa Lusa que serão 2.237 pensões da Caixa Geral de Aposentações com recálculo e pagamento de retroativos em agosto, após uma decisão do Tribunal Constitucional que implicou a revisão das reformas deferidas desde 2013.

O ministro José António Vieira da Silva disse, no parlamento, que a medida terá um impacto de 13,5 milhões de euros este ano. Segundo o governante, no mês de agosto, os pensionistas receberão o valor da nova pensão, juntamente com os retroativos relativos à correção dos valores.

Recomendadas

Presidente da República exige maior controlo da legalidade na contratação pública

“É naturalmente compreensível – e até desejável – a necessidade de simplificação e de aperfeiçoamento de procedimentos em matéria de contratação pública que possam, com rigor, implicar a melhoria das condições de vida dos portugueses e permitir flexibilizar a atribuição e a alocação dos referidos fundos”, salientou Marcelo Rebelo de Sousa.

Presidente da República veta diploma que altera regras de contratação pública

Este veto do chefe de Estado foi divulgado no portal da Presidência da República.

Natal e passagem de ano: estas são as 14 regras que vão vigorar

Restaurantes abertos até à uma da manhã nas noites de natal e de passagem de ano, e natal sem interdição de circulação entre concelhos são algumas da medidas que vão vigorar durante a época festiva. Governo avalia medidas a 18 de dezembro à luz da evolução da pandemia da Covid-19.
Comentários