Há mais uma vila na Sicília com casas à venda por um euro

Existe uma nova localidade, rodeada por natureza, no coração da Sicília com casas à venda por um euro, ideais para férias ou até para ficar a residir permanentemente.

Há mais uma vila em Itália a vender casas por um euro, como forma de atrair novos residentes para combater a desertificação.

A vila de Bivona na Sicilia é a mais recente a aderir à venda de casas por baixos preços. Localizada no coração da ilha italiana, esta vila conta com centenas de anos de história, rodeada de natureza e com uma qualidade de vida invejável, ideal para passar férias, conforme conta a CNN.

“Temos um centro antigo vibrante, cheio de história e muito acolhedor. Precisamos de injetar nova vida nele””, conta a vereadora Angela Cannizzaro à CNN.

Os novos proprietários comprometem-se a recuperar as casas. Quem desejar ficar a residir permanentemente nestas casas, também tem direito a incentivos fiscais. “Nos últimos 40 anos perdemos metade da população. Restamos apenas 3.800 residentes”, destaca a vereadora.

E as casas em Bivona têm uma vantagem face à de outras localidades na Sicília com casas a um euro, que pedem um depósito de cinco mil euros aos novos proprietários, devolvido pela autarquia quando a a reabilitação da casa estiver concluída no prazo de três anos: aqui, este depósito é de 2.500 euros e o período de renovação aumenta para quatro anos.

“A renovação pode começar apenas um ano depois, após todas as licenças terem sido emitidas e devem estar concluído nos próximos três anos. Também, vão haver incentivos fiscais para os que decidirem ficar a viver aqui”, segundo a vereadora.

Tal como nos outros locais com casas muito baratas, também em Bivona algumas casas estão em muito mau estado, após anos de abandono, necessitando de um elevado investimento. Os proprietários de casas abandonadas vão assim ver-se expropriados se não as reclamarem.

Noutras localidades sicilianas também se podem encontrar casas à venda por um euro, como em Cammarata, Mussomeli ou Sambuca di Sicilia, com as autarquias a usar este método para recuperar imóveis abandonados nas suas localidades e atrair novos residentes. Estas propriedades estão a atrair novos proprietários de toda a Europa, mas também dos Estados Unidos da América.

 

 

Farto da vida na cidade? Aldeias italianas vendem casas a um euro para atrair pessoas

Ler mais
Recomendadas

PremiumGaliza e País Basco sem nada de novo na frente autonómica

A norte de Portugal, o PP deverá manter a maioria absoluta obtida em 2009. Bem mais longe, coligação entre nacionalistas e socialistas é para manter.

“Vai acontecer outra vez”, garante comité independente da OMS para avaliar pandemia

Após ter sido nomeada, a antiga primeira-ministra apontou que o mundo deve enfrentar as futuras crises económicas, sociais e políticas com os “pés assentes na terra”.

Pandemia deverá contrair economia do Japão ao ritmo mais rápido de várias décadas, estima Reuters

“Levaria dois ou três anos para a atividade económica regressar a níveis normais no Japão, enquanto os mercados internacionais devem continuar a sofrer com a propagação do vírus”, afirma o economista chefe do Instituto de Investigação Itochu, Atsushi Takeda.
Comentários