‘Hackers’ roubaram carteiras de criptomoedas neste ‘marketplace’ de NFT

A vulnerabilidade era aproveitada pelos hackers com o envio de um NFT malicioso o comprador.

O mercado digital OpenSea, que vende NFT, estava a ser usado por hackers para roubar carteiras de moedas digitais de clientes que compravam conteúdos de arte digital.

A descoberta foi feita na sequência de uma investigação da Check Point, depois de esta empresa de segurança ter lido relatos de clientes que tinham visto a sua wallet ser roubada nesta plataforma.

«No espaço de uma hora, a Check Point Research trabalhou em conjunto com o OpenSea para emitir a devida correcção», diz a empresa.

A vulnerabilidade era aproveitada pelos hackers com o envio de um NFT malicioso o comprador: quando este usava a sua wallet para fazer o pagamento, aparecia um pop-up que servia de isco para que o hacker ganhasse o acesso à carteira do cliente.

«O atacante podia obter o dinheiro da wallet desencadeando um pop-up adicional, também enviado a partir do domínio de armazenamento do OpenSea. O utilizador podia facilmente clicar no pop-up, se não reparasse na nota que descreve a transação. O resultado final pode ser o roubo de toda a cripto wallet do utilizador», explica a Check Point.

O OpenSea é considerado o «maior marketplace de NFT do mundo»: em Agosto de 2020 teve um volume de transação de 2,9 mil milhões de euros.

PCGuia
Recomendadas

Sede da ONU isolada pela polícia devido à presença de um homem armado

A CNN internacional noticiou que a polícia nova-iorquina estava a negociar com o indivíduo, que estaria armado com uma caçadeira e que acabou por ser detido.

Alemanha em mudança com foco no novo ministro das Finanças. Ouça o podcast “A Arte da Guerra” com Francisco Seixas da Costa

Do novo Governo da Alemanha ao divórcio entre eleitores e poder político na Argélia passando pelos conflitos entre Reino Unido e França com o Brexit pelo meio. Tensão é a palavra que marca esta edição do podcast do JE, que conta com a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa.

Basílio Horta: “Não cumprimentarei Baptista Leite enquanto ele não pedir desculpa”

“A relação institucional é sempre saudável. O meu problema com esse senhor é de homem para homem. Um cabeça de lista do PSD que faz um cartaz comigo a fugir, com a idade e o percurso que tenho, fez-me uma ofensa gravíssima. E não pediu desculpa por isso”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Sintra.
Comentários