Heinz-Peter Elstrodt será Chairman da Semapa e João Castello Branco, da Navigator e da Secil

Estas nomeações resultam de uma escolha unânime das três filhas do empresário Pedro Queiroz Pereira e “reflete o desejo do acionista de dar continuidade a um modelo de separação entre a esfera acionista e a gestão e de continuar a apostar na profissionalização da gestão executiva mas também em matérias de governo e de gestão não executiva”.

O Grupo Semapa já definiu a nova cúpula de governo, escolhendo para o lugar que era ocupado por Pedro Queiroz Pereira (de presidente do Conselho de Administração) um professor da London Business School, e especialista em “family business”. Heinz-Peter Elstrodt, alemão, será nomeado Chairman da Semapa SGPS, ao passo que o atual homem forte do grupo, João Castello Branco, atual CEO da Semapa SGPS, será o Chairman das participadas The Navigator Company e da Secil – Companhia Geral de Cal e Cimento.

Esta foi uma escolha unânime das três herdeiras do Grupo, Filipa, Mafalda e Lua Queiroz Pereira, filhas do empresário que morreu este Verão. Filipa Rocha Páris, Mafalda Sacadura Botte e Lua Queiroz Pereira começaram a fazer parte dos órgãos sociais da Semapa, em maio deste ano.

Heinz-Peter Elstrodt assume por cooptação a partir de 1 de janeiro de 2019 o cargo de Chairman – Presidente do Conselho de Administração – da Semapa, diz o Grupo em comunicado.

Já João Castello Branco acumulará o cargo atual de CEO – Presidente da Comissão Executiva – da Semapa com o de Chairman das participadas Navigator (empresa do setor da paste e papel) e Secil (cimenteira) “com efeito imediato”.

“Ambas as nomeações surgem em virtude da morte prematura do Presidente do Grupo, Pedro Queiroz Pereira em agosto último, que ocupava aqueles cargos”, lê-se na nota.

“Estas alterações são o corolário de um trabalho que já se tinha vindo a desenvolver para preparar a transição geracional antes da morte de Pedro Queiroz Pereira, e refletem o desejo acionista de dar continuidade a um modelo de separação entre a esfera acionista e a esfera de gestão e de continuar a apostar na profissionalização do mesmo, não só a nível da gestão executiva mas também em matérias de governo e de gestão não executiva”, refere o comunicado.

No curriculum de Heinz-Peter Elstrodt é destacada a sua experiência de acompanhamento em temas de governo e estratégia de empresas internacionais relevantes, nomeadamente em “family business”. Foi nesta qualidade que “apoiou empresas líderes de controlo familiar em várias regiões do globo em processos de transição geracional e governo corporativo, matérias nas quais tem vindo a trabalhar nos últimos anos com o Grupo Semapa”, diz o Grupo.

Heinz-Peter Elstrodt  ocupou o cargo de Chairman e de administrador não executivo em vários grupos internacionais e leciona na London Business School.

Ler mais
Recomendadas

Telefónica analisa compra parcial da Oi, avaliada em 6 mil milhões

A Oi é detida em cerca de 5% pela Bratel da portuguesa Pharol, ex-PT SGPS, que por sua vez tem como acionista o Novo Banco com ​9,56%. E o BCP tem poder para vender os 9,99% da High Bridge por conta de uma dívida bancária não paga.

ASF aprova norma que estabelece qualificação adequada para vendedores de seguros

A ASF entende que o reforço da qualificação “em impacto na qualidade da prestação de serviços, na diminuição da conflitualidade e do número de reclamações, o que, por seu turno, acarreta consequências positivas em termos reputacionais e da imagem do setor”.

Portugal vai “perder 200 milhões de euros num ano” mas Altice não vai “estorvar” compra da TVI

O processo de compra da dona da TVI pela Altice, por 440 milhões de euros, caiu por terra em junho do ano passado, quando o grupo espanhol Prisa, dono da Media Capital, confirmou a desistência do negócio. Hoje Alexandre Fonseca voltou a criticar a Autoridade da Concorrência (AdC) por durante meses não se ter pronunciado sobre o negócio.
Comentários