HipoGes aumenta volume de ativos sob gestão em pandemia e ultrapassa os 21 mil milhões

A assinatura de várias carteiras de dívida foi o que mais contribuiu para o aumento do volume de ativos sob gestão que ultrapassa já os 21 mil milhões de euros, diz a HipoGes que tem António Nogueira Leite na sua administração. A HipoGes tem uma equipa de mais de 800 pessoas sediadas em 3 países (Portugal, Espanha e Grécia).

A HipoGes, servicer de referência no setor de Asset Management, ganhou “a gestão de novos ativos de diferentes tipologias e somar novos clientes, mesmo em contexto de pandemia”, segundo um comunicado enviado às redações.

A assinatura de várias carteiras de dívida foi o que mais contribuiu para o aumento do volume de ativos sob gestão que ultrapassa já os 21 mil milhões de euros, diz a HipoGes que garante que isso assegura uma posição de liderança em Portugal e Espanha.

“Além disso, a HipoGes expande a gestão de REOs [Real Estate Owned] dispersos a novos clientes, um feito que, segundo o Associate Director Real Estate Jose Aycart, permite reafirmar a liderança no setor de gestão de carteiras e fundos de investimento”.

A servicer de referência no setor de Asset Management, garante que continua ativa no mercado de distressed assets – “um mercado que também foi afetado pela pandemia e que voltou a mexer no último trimestre – e onde esperam ganhar a gestão de duas carteiras mais próximo do final do ano”, refere a empresa em comunicado.

Em Portugal, a HipoGes abriu uma nova linha de negócio de gestão de imóveis residenciais para arrendamento e fecha a transação Nata, uma carteira adquirida por KKR avaliada em mais de 300 milhões de euros. Em Espanha, o grupo destaca a incorporação de carteiras de dívida hipotecária residencial e de dívida a PMEs, além da gestão de uma carteira para um importante banco nacional, como pontos altos de 2020.

Além disso, a HipoGes expande a gestão de REOs dispersos a novos clientes, um feito que, segundo o Associate Director Real Estate Jose Aycart, permite “reafirmar a liderança no setor de gestão de carteiras e fundos de investimento”.

António Nogueira é um dos membros do Conselho de Administração da HipoGes.

“Num ano que se revelou bastante positivo para a HipoGes em Portugal, é de destacar a abertura de uma nova linha de negócio com a gestão de 170 milhões de euros de imóveis residenciais para arrendamento. Trata-se de uma carteira cedida à HipoGes para gestão por parte de um fundo norte-americano que adquiriu umas das principais seguradoras no país”, lê-se na nota.

“Ainda em 2020, conclui-se a transação Nata, uma carteira adquirida por KKR e titularizada por Ares Luistani STC, avaliada em mais de 300 milhões de euros, num perímetro total de 1.300 milhões de euros”, acrescenta a servicer.

Já em Espanha, a HipoGes incorpora uma carteira de dívida hipotecária residencial com um volume que permitirá alcançar os 750 milhões de euros, sendo que no último trimestre do ano adicionou à sua atividade uma carteira de dívida a PMEs na ordem dos 250 milhões de euros.

As duas carteiras contam com ativos imobiliários de diferentes tipologias distribuídos por todo o território nacional.

“A HipoGes conseguiu consolidar também a sua posição como servicer para entidades financeiras, graças à gestão de uma carteira para um importante banco nacional. O projeto engloba a gestão de dívida (com ou sem garantia) a PMEs no valor de quase 150 milhões de euros”, adianta.

“Estrategicamente, o grupo abriu também este ano um escritório de menor dimensão em Múrcia para a gestão de um conjunto de ativos localizados na comunidade”, o que é “um marco que representa para a HipoGes a possibilidade de gerir um conjunto de ativos com tipologias próprias da atividade da região. Hotéis, campos de golf, espaços comerciais, para arrendar, andares e residenciais”, avança Luis Isaac Ramírez, Associate Director Real Estate.

Fundada em 2008, a HipoGes é atualmente uma plataforma do setor de Asset Management, com mais de 21 mil milhões em ativos sob gestão. Entre os ativos estão incluídos, por exemplo, hipotecas residenciais e adjudicadas, créditos de fomento à construção, créditos ao consumo sem garantia e créditos a PMEs.

A HipoGes oferece também a consultoria no processo de avaliação e compra de carteiras, na elaboração de processos e implementação de ferramentas de gestão, “bem como soluções de gestão para diferentes tipos de ativos e investimentos”.

A HipoGes assegura a gestão de todas estas atividades graças a uma equipa de mais de 800 pessoas sediadas em 3 países (Portugal, Espanha e Grécia) e uma plataforma tecnológica, da sua autoria, que permite estabelecer a estratégia de trabalho ideal para cada tipo de ativo.

Ler mais
Recomendadas

TAP propõe acordo com tripulantes para vigorar até final de 2024

O acordo, segundo o qual “as medidas acordadas referentes a retribuições e outras prestações pecuniárias, retributivas ou não, produzem efeitos a 1 de janeiro de 2021”, estabelece a suspensão “das tabelas salariais e remuneratórias em vigor à data da entrada em vigor deste acordo, incluindo as constantes de normativo específico de cada função e/ou de acordos individuais”.

Turismo do Centro apresenta novas iniciativas para as Rotas das Invasões Francesas

O destaque vai para a apresentação das rotas turísticas relativas à Terceira Invasão Francesa, que teve início em julho de 1810 e terminou em abril de 1811. No território nacional, a invasão iniciou-se em Almeida e continuou para o Bussaco, onde teve lugar uma importante batalha, tendo terminado nas Linhas de Torres Vedras, de onde os franceses retiraram em perda.

Pilotos do porto de Aveiro resgatam navio da ETE

Depois de ativados os procedimentos de segurança, os serviços técnicos de pilotagem do porto de Aveiro em colaboração com os rebocadores e em articulação com a Capitania, “a operação do salvamento do navio e tripulação foi realizada com sucesso, encontrando-se o navio atracado em segurança”.
Comentários