Hovione premiada na Irlanda

A Hovione Irlanda foi distinguida com a marca Business Working Responsibly, o principal standard independente na área da sustentabilidade das empresas naquele país.

A certificação dá acesso ao Grupo de Líderes em Sustentabilidade, uma colaboração entre os CEO de algumas das maiores organizações da Irlanda, onde são discutidos os desafios sociais, económicos e ambientais prementes no país, na Europa e no mundo.

O processo de certificação avalia as práticas comerciais responsáveis ​​e sustentáveis com base nas políticas, práticas e desempenho da empresa em cinco pilares (Governança, Mercado, Local de Trabalho, Ambiente e Comunidade, que abrangem 22 indicadores, incluindo o engagment com os recursos humanos, qualidade dos produtos e serviços, emissões de carbono, adaptação às mudanças climáticas e envolvimento da comunidade).

A Hovione investiga e desenvolve novos processos químicos e produz princípios ativos para a indústria farmacêutica mundial. Com sede em Loures, a empresa emprega 1700 pessoas em todo o mundo, das quais 1130 em Portugal.

A multinacional químico-farmacêutica portuguesa Hovione celebra este ano o 60.º aniversário e tem uma fábrica na Irlanda, em Cork, desde 2009, onde trabalham 200 pessoas no fabrico de princípios ativos farmacêuticos. A fábrica de Cork foi comprada à Pfizer.

Recomendadas

TAP propõe acordo com tripulantes para vigorar até final de 2024

O acordo, segundo o qual “as medidas acordadas referentes a retribuições e outras prestações pecuniárias, retributivas ou não, produzem efeitos a 1 de janeiro de 2021”, estabelece a suspensão “das tabelas salariais e remuneratórias em vigor à data da entrada em vigor deste acordo, incluindo as constantes de normativo específico de cada função e/ou de acordos individuais”.

Turismo do Centro apresenta novas iniciativas para as Rotas das Invasões Francesas

O destaque vai para a apresentação das rotas turísticas relativas à Terceira Invasão Francesa, que teve início em julho de 1810 e terminou em abril de 1811. No território nacional, a invasão iniciou-se em Almeida e continuou para o Bussaco, onde teve lugar uma importante batalha, tendo terminado nas Linhas de Torres Vedras, de onde os franceses retiraram em perda.

Pilotos do porto de Aveiro resgatam navio da ETE

Depois de ativados os procedimentos de segurança, os serviços técnicos de pilotagem do porto de Aveiro em colaboração com os rebocadores e em articulação com a Capitania, “a operação do salvamento do navio e tripulação foi realizada com sucesso, encontrando-se o navio atracado em segurança”.
Comentários