Huawei responde à Casa Branca: Assessor de Trump fez declarações “hipócritas e falsas”

Michael Kratsios acusou a Huawei e o Governo chinês de cumplicidade. Em reação, a Huwaei rejeita as acusações e acusa Donald Trump de insultar os “valores europeus”.

/Web Summit

O Governo chinês e a Huawei foram alvos de duras críticas por parte do Executivo de Donald Trump durante a Web Summit. Michael Kratsios, assessor da Casa Branca para a tecnologia, realizou um discurso bastante hostil para com Pequim, acusando o Governo chinês e as empresas chinesas de cumplicidade na partilha de informações sensíveis.

Em reação, a Huawei veio a público rejeitar “completamente as alegações falsas contra a Huawei feitas por Michael Kratsios na Web Summit. Destacando a Huawei, o senhor Kratsios repetiu um número de alegações hipócritas e manifestamente falsas”, pode-se ler no comunicado da Huawei. “A Huawei é uma empresa 100% privada exclusivamente detida pelos seus trabalhadores”.

“A cibersegurança e a proteção de privacidade são e vão continuar a ser as principais prioridades da Huawei. Nos seus 32 anos de história não houve um único caso de equipamento da Huawei, envolvendo numa séria quebra de cibersegurança”, segundo a empresa chinesa.

“Em contraste com o senhor Kratsios diz, o que a atual administração norte-americana está a fazer é um insulto para os valores essenciais europeus, e vai resultar em a Europa ficar para trás na sua ambição de se tornar num centro global de inovação”, destaca a Huawei.

Sobre a acusação do assessor de Trump que a Huawei teria tido acesso a dados sensíveis na sede da União Africana na Etiópia, a Huawei diz que as “soluções providenciadas à União Africana foram controladas, geridas e operadas pelos responsáveis de tecnologias de informação da organização e a Huawei não teve acesso aos dados da União Africana. Os líderes da União Africana rejeitaram alegações que a Huawei esteve envolvida em qualquer quebra de segurança. Além do mais, alegações similares falsas foram rejeitadas numa recente ação em tribunal na Lituânia, onde o tribunal descreveu-as como ‘alegações sem fundamento'”.

Assessor de Trump critica duramente países que cooperam com a Huawei no 5G

Foram duras críticas do Governo norte-americano para com o Governo chinês. O discurso do assessor de Donald Trump na Web Summit foi bastante hostil para com Pequim e para com uma das principais empresas chinesas, a tecnológica Huawei.

“O partido comunista chinês usa tecnologia para controlar e impressionar dissidentes, ativistas, e minorias, incluindo os muçulmanos uigures. Degradam a dignidade individual de cidadãos chineses, ao implementar um distópico sistema de pontuação, e o Governo chinês continua a alargar o seu autoritarismo no estrangeiro, e em nenhum caso isto é mais claro do que a Huawei”, afirmou.

“A lei chinesa obriga todas as empresas chinesas, incluindo a Huawei, a cooperar com os seus serviços de inteligência e de segurança, independentemente de onde a empresa opere”, acrescentou o assessor da Casa Branca.

Michael Kratsios deixou duras críticas aos países que escolhem cooperar com empresas chinesas, como a Huawei no 5G. “Os países continuam a considerar abrir os seus braços a empresas chinesas de forma a construir infraestruturas críticas como o 5G e desenvolver tecnologias essenciais como inteligência artificial”.

“Se permitirmos que Pequim tenha um acesso tão profundo, e influencia, o nosso sistema de tecnologia, corremos o risco de repetir os mesmos erros que as nossas nações cometeram há 20 anos”, afirmou, referindo à entrada da China na Organização Mundial de Comércio, o que levou Pequim a “roubar a propriedade intelectual” dos países que compõem a OMC, acusou Michael Kratsios.

 

 

Assessor de Trump critica duramente países que cooperam com a Huawei no 5G

Ler mais
Relacionadas

Assessor de Trump critica duramente países que cooperam com a Huawei no 5G

O assessor de Donald Trump para a tecnologia fez um discurso bastante crítico sobre o regime chinês durante a Web Summit.

Vestager, assessor de Trump e Marcelo. Como foi o último dia da Web Summit

O último dia da maior cimeira tecnológica mundial ficou marcado pelos discursos da ‘toda poderosa’ comissária europeia Margrethe Vestager, o assessor de Donald Trump para a tecnologia, e de Marcelo Rebelo de Sousa.

“A Inteligência Artificial pode ser uma espada como o mundo nunca viu”. Frases em destaque no terceiro dia da Web Summit

Populismo, os direitos dos robôs e a inteligência artificial. Recorde as frases que marcaram o terceiro dia na Web Summit.
Recomendadas

Novo Banco confirma que a venda carteira de malparado Nata II foi autorizada pelo Fundo de Resolução

O banco confirma assim a notícia avançada hoje pelo Jornal Económico. O Novo Banco já registou nas contas a venda da carteira de malparado ao fundo Davidson Kempner.

Estas são as sugestões dos gestores de marketing para impulsionar a marca Portugal

O ‘think-thank’ Portugal Agora desafiou quatro gestores de Comunicação e Marketing a apresentar medidas para divulgar o país enquanto produto/marca. “Basta tirar peso e dar suporte às empresas para que possamos atrair talento e ideias. Já existem coisas soltas, mas é preciso juntar as várias peças e criar um espaço onde se reúna tudo: uma espécie de Alentejo tecnológico”, defendeu o responsável da Novabase.

PremiumFundo de Resolução autoriza venda do Nata II

Novo Banco já registou nas contas a venda da carteira de malparado ao fundo Davidson Kempner.
Comentários