Hub Criativo do Beato cria laboratório para promover sustentabilidade ambiental

A execução do projeto “Living Lab” tem duração de três anos, estando previsto terminar em 2024, e intervém em quatro áreas consideradas prioritárias: energia, edifícios, mobilidade e economia circular/ambiente. O investimento é de cerca de 2 milhões de euros.

Futuro edifício da Startup Lisboa no Hub Criativo do Beato

O Hub Criativo do Beato (HCB) está a criar um laboratório de desenvolvimento de tecnologia em prol do combate às alterações climáticas, financiado em 40% com dinheiro europeu (através do mecanismo financeiro plurianual). Chamado “Living Lab”, o projeto prevê, por exemplo, a criação de uma comunidade de energia, de espaços para agricultura urbana, sistemas de energia e iluminação inteligentes, a neutralidade nos transportes públicos e iniciativas de economia circular na cadeia alimentar deste espaço de empreendedorismo.

A execução do laboratório tem duração de três anos, estando previsto terminar em 2024, e intervém em quatro áreas consideradas prioritárias: energia, edifícios, mobilidade e economia circular/ambiente. Para tal, uma lista de parceiros a colaborar: Carris, Circular, DST Solar, Innovation Point, Mota-Engil Renewing, Praça, Prio-Bio, Schréder, The Browers Company ou Watt IS.

“O objetivo é criar no HCB um laboratório vivo que permita testar, demonstrar, afirmar e promover o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras que contribuam para a melhoria da sustentabilidade ambiental do projeto, com vista a um aumento da resiliência e da capacidade de resposta às alterações climáticas, garantindo o envolvimento ativo dos cidadãos, empresas, autoridades públicas e universidades locais”, explica o diretor executivo da Startup Lisboa, Miguel Fontes.

O investimento neste espaço, de cerca de 2 milhões de euros, surge depois de a Startup Lisboa, gestora do HCB, com a coordenação técnica da Lisboa E-Nova e em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, ter visto aprovada a sua candidatura ao Programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono”, com financiamento parcial dos EEA Grants.

O Hub Criativo do Beato encontra-se em trabalhos de reabilitação de infraestruturas e espaços exteriores.

Recomendadas

PremiumBiotecnológica liderada por médico português chega a Wall Street

“Há uma grande apetência do mercado e interesse dos investidores por quem trabalhe algo tão relevante como a saúde mental”, garante Tiago Reis Marques, CEO e cofundador da Pasithea Therapeutics.

Startup Kitch expande para mais três cidades espanholas

Restaurantes de Madrid, Barcelona, Valência e Málaga são agora os espaços com os quais a empresa trabalha no país vizinho. “O mercado espanhol é incrivelmente interessante, e a procura de serviços de entrega continua a crescer”, garante o CEO.

Universidade da Madeira conquista segundo lugar em concurso nacional de empreendedorismo

O Palmito do Atlântico é um projeto voltado para a sustentabilidade e para a economia circular, alinhado com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.
Comentários