IEFP não avisou convocados para apresentações periódicas sobre fecho dos centros de emprego no dia 26

O IEFP lamentou a situação e garantiu que ninguém será prejudicado.

A tolerância de ponto que o Governo deu aos funcionários públicos prejudicou os desempregados, inscritos no centro de emprego, que tinham sido convocados para apresentações regulares no dia 26 de dezembro, noticia o “Jornal de Notícias” esta quarta-feira.

Segundo o “JN”, alguns serviços do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) – como no Porto ou em Braga – não avisaram ninguém de que os centros de emprego estariam encerrados no dia a seguir ao Natal e, por isso, quem se dirigiu aos serviços do IEFP encontrou a porta fechada. O IEFP lamentou a situação e garantiu, junto do JN, que ninguém será prejudicado.

“Efetivamente, algumas convocatórias são emitidas com muita antecedência e pode suceder que venham a coincidir com o dia de tolerância decretada posteriormente”, refere uma nota explicativa do IEFP, citada pelo “JN”. A tutela, por sua vez, justificou que nestas situações “os serviços tentam contactar os convocados para informar que a convocatória fica sem efeito, mas pode acontecer que nem todos sejam bem sucedidos”.

O periódico refere que a tolerância de ponto deixou os desempregados com “sentimento de revolta” desavisados.

Relacionadas

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego em outubro é o mais baixo em 9 anos

O desemprego diminuiu nos três setores de atividade económica face ao mês homólogo de 2016.

IEFP: Há mais de 47 mil jovens desempregados

O total de desempregados registados em Portugal foi inferior ao verificado no mês homólogo, de acordo com os dados mensais do desemprego do Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Combater a fraude nos apoios públicos. Governo quer cruzar dados da Segurança Social e IEFP

Executivo quer permitir, no próximo ano, que a Segurança Social e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) partilhem dados diretamente, para combater a fraude nos apoios públicos, segundo uma proposta orçamental preliminar.
Recomendadas

Manuel Pinho volta à comissão de inquérito de Energia a 20 de dezembro

O antigo governante propôs as datas de 18, 19 e 20 de dezembro e a comissão parlamentar de inquérito às rendas excessivas da energia escolheu a última.

“Bolachas Ronaldo”. Café português no Reino Unido envolto em polémica

Relação das bolachas ao alegado caso de violação que envolve, nos Estados Unidos, o futebolista português Cristiano Ronaldo desencadeou uma série de comentários negativos.

António Costa sobre OE2019: “Reduz défice, dívida e aumenta investimento público”

Primeiro-ministro apresentou o OE2019 aos deputados socialistas e não poupou elogios ao documento: “este Orçamento melhora a vida dos portugueses”.
Comentários