IGCP vai realizar dois leilões de Obrigações do Tesouro na quarta-feira

Os leilões de OT são a cerca de 10 e 15 anos com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.

Cristina Bernardo

O IGCP anunciou esta sexta-feira que vai realizar na quarta-feira dois leilões de Obrigações do Tesouro a cerca de 10 e 15 anos com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.

Num comunicado, o IGCP (Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública) refere que as maturidades das Obrigações do Tesouro são em 17 de outubro de 2031 (cerca de 10 anos) e em 12 de outubro de 2035 (cerca de 15 anos).

No anterior leilão comparável a 10 anos, em 10 de março, Portugal colocou 625 milhões de euros em OT com maturidade em 18 de outubro de 2030 à taxa de juro de 0,237%, superior à de -0,012% registada num leilão com prazo semelhante em 13 de janeiro.

A procura cifrou-se em 1.451 milhões de euros, 2,32 vezes o montante colocado.

Em relação ao prazo mais longo, de cerca de 15 anos, no anterior leilão comparável, em 13 de janeiro, foram colocados 750 milhões de euros em OT com maturidade em 12 de outubro de 2035 (cerca de 15 anos) à taxa de juro de 0,319% e a procura atingiu 1.911 milhões de euros, 2,55 vezes o montante colocado.

Já no anterior leilão com um prazo similar a 15 anos, Portugal colocou em 14 de outubro do ano passado 346 milhões de euros em OT a 17 anos à taxa de juro de 0,472%, tendo a procura atingido 793 milhões de euros, 2,29 vezes o montante colocado.

Recomendadas

Bitcoin volta a cair e vale menos 46% do que o recorde de abril

Alguns analistas apontam para o facto de as autoridades norte-americanas terem conseguido recuperar grande parte do resgate pago pela Colonial Pipeline, em bitcoin, ao Dark Side, o grupo de piratas informáticos que atacou o software que gere o oleoduto da empresa, segundo a “Bloomberg”.

PremiumBolsas europeias renovaram máximos históricos

A última quinzena de maio e o início de junho trouxeram renovação de máximos na Europa, mas em Wall Street já se começa a ver a lateralização.

Wall Street fecha semana no ‘verde’ com recorde do S&P 500

As tecnológicas destacaram-se nesta sessão. Já a Tesla deslizou 0,07% para 609,71 dólares pouco depois de ter revelado o seu novo modelo S Plaid, uma versão de ponta do sedan desportivo.
Comentários