Iker Casillas investe em startup de telemedicina

A Idoven é uma empresa que realiza consultas de cardiologia à distância e tem uma vertende de análise/exames para desportistas.

Íker Casillas é o novo investidor da startup espanhola Idoven, que desenvolveu um projeto de telemedicina com base em Inteligência Artificial para fazer consultas e exames de cardiologia à distância. A empresa, que foi uma das escolhidas pela Google para participar num programa de aceleração, tem um foco nas análises ao coração dos desportistas que conquistou o ex-guarda-redes espanhol.

“Há um ano, a minha vida mudou. Já estou recuperado, mas estou mais consciente do que nunca da importância de cuidar dos nossos corações”, explica o ex-jogador de futebol em comunicado. Recentemente, conheci o projeto Idoven, entrei em contacto com eles e, depois várias conversas, tornou-se claro para mim de que queria apoiar e fazer parte deste projeto”, explicou o antigo guarda-redes do FC Porto e do Real Madrid.

Fundada em 2018, a Idoven surge de uma ideia de três empresários espanhóis durante a preparação para os Jogos Olímpicos de 2016, que fez com que a equipa reunisse o trabalho em cardiologia do Conselho Superior de Desporto (CSD) a investigação do Centro Nacional de Investigação Cardiovascular (CNIC) de Espanha.

Entretanto, desenvolveram um software que analisa as batidas do coração à distância. Os utilizadores podem pedir à Idoven uma análise cardíaca ao domicílio e, dias depois, recebem um relatório médico individual e o resultado do eletrocardiograma. No caso dos atletas, os preços variam entre os 125 euros e os 450 euros, mas existem também soluções direcionadas para famílias ou empresas.

“Todos os atletas, independentemente do nível, estão expostos a lesões e problemas médicos, incluindo problemas cardíacos. Estou convencido de que fazer a minha parte para ajudar o tecido empresarial espanhol, especificamente nas áreas de saúde e desporto, é um investimento seguro e valioso. O nosso futuro é digital e investir em empresas e no talento espanhol é fundamental para as pequenas startups se tornarem realidade a médio e longo prazo”, justifica Íker Casillas, em declarações divulgadas em comunicado.

Ler mais
Recomendadas

“Demissão? Só estou na Liga enquanto os clubes quiserem”, admite Pedro Proença

Na origem destes pedidos de demissão de Pedro Proença está o pedido do presidente da Liga de Clubes junto da Presidência da República e do Governo para que os jogos pudessem passar em sinal aberto, uma situação que levou a saída do SL Benfica da direção da Liga.

FIA estipula teto orçamental de 175 milhões de dólares para a próxima temporada da Fórmula 1

O objetivo da FIA é equilibrar a competição, uma vez que a Mercedes domina há mais de cinco anos sem oposição, gerando uma perda de interesse por parte dos fãs.

Carlos Barroca: “Tanto faz ter um orçamento de 10 milhões, 1 milhão ou 100 mil euros. Tem que haver visão”

Com o mercado interno saturado, é unânime que a Liga portuguesa deve iniciar um processo de internacionalização, aproveitando o facto de Portugal ter formado alguns dos melhores talentos mundiais e de ainda ostentar o título de campeão da Europa. Em entrevista ao JE, Carlos Barroca deixa alguns conselhos para que a Liga possa conquistar fãs pelo mundo.
Comentários