PremiumIndústria 4.0 requalifica emprego no Norte e Galiza

A Galiza-Norte de Portugal deve adaptar o mercado de trabalho à nova realidade da indústria 4.0 e evitar a relocalização de empresas para outras zonas de Portugal. São recomendações de um estudo sobre a Euroregião.

“A Galiza e a Região Norte de Portugal devem fazer face à transformação digital do seu tecido industrial, lutando para manter e melhorar os níveis de emprego e evitar a deslocalização e o fecho das empresas”. Esta é uma das principais recomendações de um estudo do grupo de trabalho Diálogo Social Transfronteiriço Galiza – Norte de Portugal Setor Indústria 4.0, inserido no Projeto Transfronteiriço de Geração de Emprego de Qualidade, a que o Jornal Económico teve acesso.

Elaborado com o contributo da Universidade do Porto, associações empresariais de Portugal e da Galiza, sindicatos, Autoridade do Trabalho e Instituto de Emprego e Formação Profissional, o estudo deixa bem claro que “as medidas de apoio à indústria 4.0 devem colocar no centro da competitividade da Euroregião e da sua indústria o fator humano, a qualidade, a elaboração, a inovação, a tecnologia e a utilização eficiente dos recursos”.

Artigo publicado na edição nº 2007 de 20 de setembro do Jornal Económico. Para ler a edição completa aceda aqui ao JE Leitor 

Recomendadas

PremiumHuawei e JE debatem esta terça-feira o papel da tecnologia na recuperação económica

Arranca esta terça-feria o ciclo de conferências online promovido pelo JE e Huawei sobre que papel vai desempenhar a tecnologia na recuperação económica. Assista em direto às 11h00 no site e nas redes sociais do JE.

PremiumEquipamentos de proteção individual geram 110 denúncias junto da Deco

Deco diz que cobrança é ilegal se consumidor não for informado previamente. Associação de Administradores Hospitalares defende referencial máximo no privado.

PremiumCEO da Transavia: “Portugal é o nosso primeiro mercado”

Nathalie Stubler diz que as medidas tomadas no nosso país facilitaram a reabertura das operações.
Comentários