Inscrição nos exames nacionais e provas do ensino secundário feita a partir de casa

As datas de inscrição para as provas e exames do básico e secundário são prorrogadas até 3 de abril. As escolas enviarão às famílias informação sobre os procedimentos a adotar, incluindo o pedido da senha para obtenção mais tarde da ficha ENES, indispensável no concurso de acesso ao ensino superior.

O Ministério da Educação criou instrumentos para que a inscrição nos exames nacionais e provas do ensino secundário possa ser feita remotamente, a partir de casa. As escolas enviarão às famílias a informação sobre o procedimento a adotar, incluindo o pedido da senha para obtenção mais tarde da ficha ENES, indispensável para o concurso nacional de acesso ao ensino superior.

Os diretores das escolas podem, no entanto, optar por outros modos de inscrição que julguem mais adequados e eficazes ao contexto onde estão inseridas. Caso isso aconteça deverão fazê-lo em articulação com os diretores de turma, de forma a que os alunos não fiquem inibidos dos seus direitos de inscrição.

As datas de inscrição para as provas e exames dos ensinos básico e secundário são prorrogadas até dia 3 de abril.
 

Provas e exames dos ensinos básico e secundário
Com as atividades letivas suspensas, pelo menos, até dia 13 de abril e estando a decorrer o prazo de inscrição para as provas e exames dos ensinos básico e secundário, o Júri Nacional de Exames
emite a seguinte orientação para a realização das inscrições:

1. As escolas procedem à disponibilização de boletins de inscrição (modelo EMEC), em formato editável nas suas páginas eletrónicas;

2. Os alunos, ou os seus encarregados de educação, descarregam, preenchem e enviam o referido boletim, devidamente preenchido, para o correio eletrónico disponibilizado pela escola;

3. No caso de o aluno já dispor do boletim EMEC, poderá, em alternativa ao procedimento descrito em 2., proceder ao seu preenchimento, digitalização e envio para o correio eletrónico disponibilizado pela escola;

4. Os alunos deverão, igualmente, enviar o pedido de atribuição de senha efetuado na página eletrónica da Direção-Geral do Ensino Superior – em www.dges.gov.pt (cf. ponto 33 do Guia Geral de Exames 2020).

5. As escolas confirmam aos alunos, ou aos seus encarregados de educação, a receção dos correios eletrónicos enviados por estes (cf. ponto 2, 3 e 4);

6. As escolas devem proceder à verificação da conformidade da inscrição relativamente à situação escolar do aluno e, em caso de eventuais desconformidades, contactar o encarregado de educação para as necessárias correções;

7. Nas situações em que o procedimento descrito nos pontos anteriores não for possível, podem, ainda, os alunos, ou os seus encarregados de educação, proceder à inscrição através do preenchimento do formulário disponível aqui;

8. As escolas acompanham o processo de inscrição para as provas e exames dos ensinos básico e secundário e, antes do fim do prazo do mesmo, contactam os seus alunos, ou os encarregados de educação, que ainda não procederam à respetiva inscrição, para que o façam.

9. Findo o prazo de suspensão da atividade letiva presencial, os alunos que procederam à inscrição através de correio eletrónico ou de formulário, entregam o boletim de inscrição (modelo descarregado ou original EMEC) preenchido e assinado pelo encarregado de educação ou aluno, quando maior, havendo lugar, quando aplicável, ao pagamento de encargos de inscrição;

10. As escolas divulgam, nas respetivas páginas eletrónicas e através de outros meios que julguem mais eficazes, os procedimentos de inscrição para as provas e exames ora adotados, procurando garantir que as famílias, incluindo os alunos autopropostos que não frequentam qualquer estabelecimento de ensino, tenham conhecimento desses procedimentos.

 

Ler mais
Recomendadas

Torres Vedras vai ter ensino superior em saúde. Polo abre no próximo ano com mestrado em Enfermagem Médico-cirúrgica

O antigo edifício dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento da cidade torreense vai albergar o novo polo do IPLeiria, considerado de grande importância para a escolha da localização do futuro Hospital do Oeste.

Colégios privados reservam-se ao direito de darem aulas online durante pontes dos feriados

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) emitiu um comunicado a esclarecer que os colégios privados estão no seu direito de darem aulas online nos dias que antecedem os feriados, apesar da proibição das escolas abrirem fisicamente.

UAveiro impulsiona mudança de hábitos e distribui 239 bicicletas a alunos, professores e funcionários

O projeto, pioneiro em Portugal, é lançado esta segunda-feira, 23 de novembro, e, segundo o reitor Paulo Jorge Ferreira, permite que se façam menos 16 mil quilómetros de carro. Um contributo para um ar mais limpo.
Comentários