À procura de emprego? Intelcia Portugal vai criar 500 postos de trabalho

A empresa do grupo Altice Portugal, atualmente conta com 2.400 colaboradores espalhados de norte a sul do país e procura agora aumentar a sua força de trabalho. Lisboa, Porto, Castelo Branco, Coimbra e Caldas da Rainha irão receber os novos colaboradores.

A Intelcia Portugal, empresa de outsourcing do grupo Altice Portugal, atualmente conta com 2.400 colaboradores espalhados de norte a sul do país e procura agora aumentar a sua força de trabalho. Lisboa, Porto, Castelo Branco, Coimbra e Caldas da Rainha são as cidades escolhidas para receber os 500 novos colaboradores.

A contratação de cinco centenas de trabalhadores, divididos por esses cinco distritos nacionais, deverá acontecer até ao final de 2020 segundo informa esta terça-feira a empresa. Das novas contratações, 10% correspondem a lugares de gestão na empresa.

Carla Marques, country manager da Intelcia Portugal, explica que “o segundo semestre de 2020 será particularmente aliciante e desafiante para a Intelcia, pois temos projetos internacionais e nacionais a arrancar e outros em crescimento. Sendo uma empresa recente no mercado português, iremos proporcionar oportunidades de carreira muito interessantes para os nossos colaboradores e para quem queira abraçar os nossos desafios”.

As vagas abertas destinam-se a projetos em português, francês, inglês, italiano, alemão e castelhano, em diversos sectores de atividade. Cerca de 10% destas novas contratações são para lugares com responsabilidade na gestão da empresa, nomeadamente para chefes de equipa e coordenadores de operações

Recomendadas

Euribor sobem a três e a 12 meses e caem a seis meses

A taxa a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, recuou para -0,433%, menos 0,005 pontos que na quarta-feira, contra o atual máximo desde pelo menos janeiro de 2015, de -0,114%.

Vai comprar casa a crédito? Saiba como ler a FINE e evitar surpresas

Por muito que, após encontrada a casa dos seus sonhos, seja tentador aceitar a primeira proposta de financiamento que lhe aparecer, garantir que tem as melhores condições vai fazer-lhe poupar milhares de euros durante os largos anos em que terá este encargo.

Autoestradas registam pior trimestre de circulação e tráfego desde 2006

O valor médio de veículos registado na rede da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens foi de 8.800 veículos diários, o que contrasta com os 16.300 verificados em 2019.
Comentários