Inteligência artificial ao serviço do combate a incêndios

A solução Bee2FireDetection recorre a inteligência artificial para detecção de fogos.

A Bee2FireDirection é uma solução da empresa portuguesa Compta que, contando com o apoio da plataforma Watson da IBM, permite detectar incêndios praticamente em tempo real e prever o nível de risco de ocorrência.

A Bee2FireDetection recorre à Inteligência Artificial, aos espectrómetros, a diferentes câmaras de vigilância por vídeo digital e à termografia para detectar incêndios florestais.

As imagens recolhidas são analisadas pela IBM Watson Visual Recognition, através de diferentes algoritmos de leitura, permitindo que o sistema detecte qualquer sinal de incêndio, uma área de fumo, um aumento de temperatura ou mudança de luz, e lance o alerta praticamente em tempo real.

A IA da IBM permite que a Bee2FireDetection seja uma ferramenta bastante útil em situações em que o incêndio já está activo.

Aproveitando a funcionalidade do Watson e da análise de dados meteorológicos e ambientais, a Bee2FireDirection consegue estimar de que modo o fogo pode evoluir no solo, uma vez que o sistema consegue calcular a velocidade e a direcção que as chamas podem alcançar.

A Bee2FireDetection junta-se a outros projectos da IBM, como é o caso do projecto Code and Response, através do qual a empresa promove o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas que ajudem a dar resposta a alguns dos maiores problemas mundiais.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Banco de Portugal obriga financeiras em regime de livre prestação de serviços a reporte

Centenas as instituições estão registadas em Portugal como instituições de crédito da União Europeia em regime de livre prestação de serviços e entidades de moeda eletrónica com sede na Europa em regime de livre prestação de serviços, caso dos bancos digitais N26, Openbank ou Revolut.

UMinho cria app que alerta agricultores sobre mudanças climáticas

A instituição está a criar uma plataforma de suporte à tomada de decisão no setor da água, de modo a planear cenários de exploração agrícola e uso hídrico a médio e longo prazo.

Singularity Digital Enterprise colabora na base de dados digital da Fundação José Neves

O trabalho desta empresa portuguesa para a ferramenta de informação “Brighter Future” consistiu na análise de mais de 200 milhões de registos provenientes de mais de 2.500 fontes de dados diferentes.
Comentários