“Investimentos significativos”. Centros comerciais registam 99% das lojas a funcionar

Das 8.600 lojas que integram os centros comerciais associados da Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC), 8.483 estão em funcionamento, o equivalente a 99% do comércio nestes espaços.

A Associação Portuguesa dos Centros Comerciais (APCC) anunciou, esta segunda-feira, que desde a ordem de reabertura dos centros comerciais, a 15 de junho, das 8.600 lojas que integram a APCC, 8.483 estão em funcionamento, um valor que representa 99% do comércio nestes espaços e mais de 90% da área bruta locável total existente em Portugal.

António Sampaio de Mattos, presidente da APCC, faz um balanço positivo da retoma de atividades nestes espaços. “Estes números são reflexo da relação de cooperação entre os centros comerciais e os seus lojistas, assumida desde a primeira hora neste momento desafiante, e demonstram a capacidade do sector de trabalhar em conjunto para contribuir para a retoma da economia e a preservação do emprego”, afirma o responsável.

A associação destaca ainda “comportamento responsável dos visitantes”, sublinhando os “investimentos significativos” que operadores e lojistas fazem.

“Os dados de que dispomos mostram que o tráfego se mantém abaixo das lotações máximas definidas por lei, mas revelam que os visitantes têm confiança nos centros comerciais e estão a regressar”, continua o responsável da APCC. “Ainda temos um caminho a fazer para chegar aos níveis pré-pandemia, mas estamos otimistas”, acrescenta.

A associação garante que estes espaços estão a cumprir a exigente limitação de um máximo de cinco visitantes por cada 100 metros quadrados de área destinada ao público, garantindo o distanciamento social e o uso de máscara por todos, e reforçaram medidas de higiene e segurança em linha como definido pela Direcção-Geral da Saúde.

 

Ler mais
Recomendadas

IPO do grupo Ant regista procura histórica de três biliões de dólares por parte de investidores

Apesar dos riscos de escrutínio, os investidores de retalho e institucionais estão a correr para comprar ações do grupo que opera a maior plataforma de pagamentos da China, bem como outros serviços financeiros.

Sindicato dos tripulantes “não quer acreditar” que a TAP vá reduzir salários

Presidente do SNPVAC, Henrique Louro Martins, disse, em entrevista ao “Público”, que os trabalhadores que representa já perderam grande parte da remuneração e lamenta que a administração ainda não tenha comunicado o plano de reestrutração da transportadora aérea.

PremiumRoger Tamraz: Dos milionários ‘pipelines’ no Médio Oriente ao interesse pelo banco de Isabel dos Santos

Gravitou em negócios da mais alta geopolítica, rodeado por chefes de Estado do Médio Oriente e de antigas repúblicas soviéticas, e fez parcerias com Onassis no Panamá. Agora gere investimentos a partir do Dubai, com russos, chineses e africanos. Aos 80 anos pretende comprar o Eurobic.
Comentários