Irão promete destruir qualquer agressor

O Irão negou qualquer tipo de envolvimento no ataque a instalações petrolíferas da Arábia Saudita. De referir que a Arábia Saudita mostrou intenção de retaliar se se provasse o envolvimento do Irão nestas ataques, enquanto que os Estados Unidos já tinham avançado estar preparados para atacar.

O Irão prometeu destruir qualquer agressor, avançou o líder militar iraniano, de acordo com a Reuters.

“Vamos atrás de qualquer agressor. Vamos punir até que se atinja a total destruição de qualquer agressor”, disse o major general Hossein Salami.

O Irão negou qualquer tipo de envolvimento nos ataques levados a cabo em infraestruturas petrolíferas na Arábia Saudita.

A Arábia Saudita já tinha ameaçado retaliação se se provasse o envolvimento do Irão no ataques a essas infraestruturas petrolíferas

O ministro para os Assuntos Externos da Arábia Saudita, Adel Al-Jubeir, defendeu que é precisar tomar as “medidas apropriadas” baseadas nos resultados da investigação para “assegurar a segurança e estabilidade”.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que o país estava preparado para atacar em resposta ao ataque a instalações petrolíferas da Arábia Saudita.

“Existem razões para acreditar que conhecemos o culpado, estamos preparados para atacar, dependendo de verificação, mas queremos ouvir a Arábia Saudita para saber quem é quem eles pensa que é o culpado deste ataque, para saber como proceder”, disse Trump no Twitter.

O ministro dos Negócios Estrangeiros norte-americano disse no domingo aos jornalistas que os EUA acreditavam que o Irão era o responsável pelo ataque e não um grupo do Iémen, os Houthi.

“Apesar de todos os apelos à redução do conflito, o Irão lançou agora um ataque sem precedentes ao abastecimento de energia mundial”, acusou Mike Pompeo, citado pela Reuters.

Ler mais
Recomendadas

Rendas congeladas por cinco anos em Berlim para combater ‘boom’ imobiliário

O acordo entre os sociais-democratas do SPD, os Verdes e o Partido de Esquerda (Die Linke) permitem que o presidente da Câmara de Berlim, Michael Mueller, coloque o plano em vigor já no primeiro trimestre de 2020, após aprovação autárquica.

Restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco trasladados na quinta-feira

Os restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco serão trasladados na quinta-feira da Basílica do Vale dos Caídos, em Madrid, para o cemitério Pardo, nos subúrbios da capital espanhola, anunciou hoje o Governo.

Equipa de resgate procura quatro espeleólogos portugueses em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água.
Comentários