ITSector lança ‘spin-off’ para potenciar negócios internacionais

Tecnológica inicia atividade com 20 colaboradores e projeta triplicar esse número até ao final de 2020.

Kacper Pempel/Reuters

A tecnológica ITSector, com sede no Porto, vai lançar um spin-off, a ITSCredit, “especializada no desenvolvimento de produtos de software destinados a acompanhar todas as fases do ciclo de vida do crédito”, adianta o grupo em comunicado.

O projeto terá como principal enfoque a exploração do potencial de negócio da área de soluções de crédito nos mercados externos e, nesse sentido, “a ITSCredit vai começar por, ao longo de 2018, centrar a sua atividade na consolidação nos mercados em que, para além de Portugal, a ITSector já opera – Angola, Moçambique, Quénia, Polónia, Reino Unido e Alemanha”.

“A ITSector tem vindo, ao longo dos anos, a desenvolver produtos de software na área do crédito, com bastante sucesso nacional e internacional. O grande potencial que reconhecemos a esta área de negócio impôs a adoção de uma estratégia de especialização desta atividade, autonomizando-a face às restantes da ITSector”, explica João Lima Pinto, membro da administração da ITSector que assume agora a pasta de CEO da ITSCredit.

Os produtos já desenvolvidos e com que a ITSCredit se vai apresentar aos mercados “cobrem as áreas de originação de crédito (Flowcredit), simuladores de crédito (Calculators), recuperação de crédito (Collections) e gestão de risco de crédito de empresas (Corporate Risk Analysis)”.

O produto Flowcredit, uma solução que incorpora uma app mobile capaz de simular em tempo real um pedido de crédito e efetivar a sua respetiva contratação, foi, em setembro do último ano, uma das 70 inovações selecionadas para serem apresentadas à nata da indústria financeira norte-americana, no âmbito da participação da ITSector na Finovate New York, edição americana daquela que é considerada a mais prestigiada feira mundial de tecnologia orientada para o setor financeiro.

Quanto ao modelo de negócio a implementar na ITSCredit, João Lima Pinto diz que “vai estar assente, sobretudo, na venda de licenças de produto com parceiros revendedores e integradores. No primeiro ano de atividade da empresa prevemos alcançar uma faturação superior a €1,5M, com uma componente de 70% de exportações”.

Aquele responsável acrescenta que “nesta fase de spin-off, a atividade da ITSCredit estará centralizada no Porto e irão transitar cerca de 20 colaboradores da ITSector para a ITSCredit, com grande destaque para as equipas de conceção e desenvolvimento de produto. Até final de 2020, o objetivo é triplicar o número de pessoas”.

Ler mais
Recomendadas

Novo Minecraft Earth chega aos ‘smartphones’ e aposta na realidade aumentada

Com receitas que superam os mil milhões de euros, a Microsoft anunciou que vai lançar uma nova versão do popular jogo Minecraft mas desta vez com realidade aumentada.

José Maria Fonseca quer passar a exportar 80% da produção e faturar 30 milhões

A José Maria da Fonseca fechou o ano de 2018 em alta, com uma faturação de 23,7 milhões de euros e a trajetória prevista para os próximos anos continua a ser ascendente e assente nos mercados externos.

Ciclones custam 50 milhões à Galp

Prejuízo de milhões – ainda em avaliação – e meses de obras deitados por terra atrasam o parque de tanques de combustível da Galp na Beira, que agora não estará operacional antes de janeiro de 2020.
Comentários