‘IVAucher’: “Basta ir ao multibanco e associar o NIF ou fazer o download da app”

O programa ‘Ivaucher’ arranca no primeiro trimestre com a acumulação de descontos que podem depois ser aplicados no segundo trimestre. Ministro das Finanças não se compromete com prolongamento do programa. Descontos podem ser utilizados em qualquer um dos três setores: restauração, alojamento e cultura.

Ministro de Estado e das Finanças, João Leão

O ministro das Finanças disse hoje que o programa de descontos ‘Ivaucher’ vai durar apenas um trimestre. João Leão admite que a medida possa ser avaliada mais tarde, mas não se compromete em alargar o programa.

“A indicação é para um trimestre, mas vamos ver como é que evolui a execução e a adesão à medida. O valor previsto é de 200 milhões”, disse João Leão em entrevista ao Dinheiro Vivo. O ministro também explicou que um desconto acumulado numa refeição pode ser gasto num alojamento. “Qualquer consumo nestes três setores, qualquer benefício fiscal que venha dos três setores”.

Questionado sobre se o programa poderia continuar se o plafond de 200 milhões não fosse atingido, o ministro disse: “Temos de avaliar em função da evolução dos setores e da economia. O que está previsto é uma medida que é aprovada para um trimestre e que pode ser aplicada no seguinte. Temos em vista o primeiro trimestre”.

Este programa pode ser usado associando o número de identificação fiscal (NIF) com o cartão multibanco ou o uso da aplicação.  “Uma forma é através do cartão. Basta ir ao multibanco e fazer ligação do cartão ao número de contribuinte, e a partir daí passa a beneficiar automaticamente. A alternativa é fazer o download de uma app e ao fazer isso também beneficia sempre que pagar através do cartão”.

Relacionadas

Premium‘IVAucher’: Quanto recupero num jantar ou hotel?

O IVAucher vai permitir recuperar a 100% o IVA gasto nas despesas em alojamento, restauração e cultura.

IVAucher: IVA recuperado a 100% nos gastos com alojamento, restauração e cultura

O Governo disse hoje que em 2021 vai ser possível recuperar a 100% o IVA gasto nas compras com alojamento, restauração e cultura. O saldo que não for gasto, será remetido para o regime de dedução em sede de IRS de 15% do IVA.

Do défice à dívida pública. Estes são os grandes números do OE2021

Estes são os números em destaque na proposta de Orçamento do Estado para 2021, o documento orçamental que regula a vida financeira do país, das famílias e das empresas.

OE2021: 12 medidas que vão mexer nos bolsos das famílias no próximo ano

Redução da taxa de retenção de IRS, novo apoio social, subida do limite mínimo do subsídio de desemprego, redução do IVA na eletricidade ou IVAoucher são algumas das medidas previstas na proposta do Orçamento do Estado para 2021.
Recomendadas

‘Falcões’ vs ‘pombas’ no BCE. Lagarde vai dar sinal forte, mas tensões devem adiar estímulos

O banco central da zona euro está novamente dividido entre os que querem mais estimulos já e os que preferem aguardar. Christine Lagarde tem espaço de manobra e deverá aguardar até dezembro, quando tiver novas projeções e melhor visão sobre riscos politicos. A mensagem de hoje deverá ser, portanto, de promessa de agir face ao aumento de riscos.

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O tema em destaque nesta quinta-feira é a reunião com os governadores do Banco Central Europeu. Na Assembleia da República o dia ficará marcado pelas audições ao Tribunal de Contas e ao ministro da Ciência sobre o Orçamento do Estado para 2021. O INE vai publicar estatísticas relativamente às empresas, ao turismo e desemprego.

Corrida à liderança da OCDE gera tensões entre EUA e Europa

A nomeação para o cargo poderá, segundo alguns analistas e políticos próximos da organização, definir o futuro da globalização. As diferentes preferências europeias e americanas podem levar a mais um foco de tensão entre os dois blocos, sendo que, caso Joe Biden vença, levanta-se a questão sobre a sua escolha para o cargo, que deverá diferir da expressa pelo presidente Trump.
Comentários