IZIRepair: A primeira plataforma online que leva o seu carro à oficina

A IZI é um marketplace de manutenção automóvel completamente diferente de qualquer outra plataforma do setor, dá-lhe o preço dos serviços selecionados em diferentes oficinas especializadas, sendo que após a escolha da oficina preferida pode ainda selecionar o serviço de recolha e entrega da viatura.

Em Portugal, o aftermarket automóvel vale cerca de 2 mil milhões de euros ao ano, existindo milhares de oficinas com diferentes serviços, o que faz com que, por vezes, as pessoas não saibam como escolher, onde ir e em quem confiar.

Com a IZIRepair torna-se mais simples saber em que oficinas são realizados os serviços que necessita e a que preço, para além de que todas as oficinas apresentadas são sujeitas a uma avaliação prévia. Simultaneamente, as oficinas parceiras ganham maior exposição na economia digital.

“Existe booking para hóteis, para casas de férias, existe Uber, entre outro tipo de plataformas em vários setores. Mas para oficinas, em Portugal e muitos outros mercados ocidentais, não existia nada do género, com preços, transparência e mais comodidade. Acreditamos que a IZIRepair poderá ser a solução que faltava na relação entre oficinas e consumidores”, explica Vítor Soares, CEO e fundador da startup.

Com um board of advisors composto por Emanuel Proença (Executive Board Member at Prio Energy), Rui Dias Ferreira (CEO da Vortal) e João Caxaria (CTO da Codacy) e incubada na Startup de Lisboa, a IZIRepair procura afirmar-se não só a nível nacional, como também planeia a internacionalização a médio prazo, de modo a dar a conhecer ao mundo esta nova plataforma. Deste modo, com um simples clique consegue ter acesso a uma oficina e informação sobre os preços de peças e mão-de-obra de uma forma simples e transparente.

Recomendadas

Startup portuguesa Sword Health fecha financiamento de 7 milhões de euros

A ronda de investimento de série A foi liderada pela Khosla Ventures e apoiada por outros ‘business angels’ , contando ainda com a participação dos atuais investidores.

Startups da ourivesaria têm a vida facilitada com nova “oficina co-work”

A Associação Nacional de Jovens Empresários e a Câmara de Gondomar uniram-se para facilitar o acesso dos ourives empreendedores a instrumentos para começarem o negócio. “Há vários jovens e ideias frescas prontos para por mãos à obra, precisam apenas de um apoio inicial. O investimento para entrar no setor é muito elevado, a aquisição das ferramentas mais básicas rondará os 50 mil euros”, diz ao Jornal Económico Francisco Mendes, diretor da ANJE.

Nabeiro convida startups a desenvolverem pilotos para as empresas do grupo

Desenvolvido pelo centro de inovação interno, em parceria com a consultora iMatch, o programa desafia pequenas empresas a apresentar soluções de produto, sustentabilidade e interação com o consumidor. “O grupo irá, mediante análise de cada uma, assegurar o financiamento necessário para o desenvolvimento e implementação dos respetivos pilotos”, refere Rui Miguel Nabeiro ao Jornal Económico.
Comentários