Já estão escolhidas as 20 startups de turismo que representarão Portugal em feiras internacionais

O Turismo de Portugal selecionou 20 startups, representativas de um universo empreendedor e inovador no setor do turismo, para integrar a presença nacional nas feiras internacionais dos próximos seis meses.

Com o objetivo de estimular a inovação, a internacionalização e a cultura empreendedora das empresas do setor, o Turismo de Portugal desafiou as startups do turismo a candidatar-se à participação nas feiras internacionais dos próximos seis meses.

De entre um total de 48 candidaturas, o Turismo de Portugal escolheu: a Infraspeak, Hijiffy, SnapCity, Workzebra, Hotelvoy, Farmer Experience, Go2Nature, Tandem Innovation, Helppier, Climber Revenue Strategy, YnnovBooking, Portugal 4all Senses, myportugalforall, Portuguese Table – Experiências Gastronómicas, Marisa Maganinho, Upstream – Valorização do Território, travel&experiences, City Guru, Green Stays e Social Impactrip.

Este grupo desenvolve a sua atividade em áreas como a promoção da acessibilidade no turismo, o desenvolvimento de novas soluções de gestão da atividade de alojamento turístico, a utilização da tecnologia na relação com o consumidor, projetos promotores da gastronomia e vinhos de Portugal e propostas inovadoras de animação turística.

Estas empresas terão agora oportunidade de marcar presença na WTM – Londres (6-8 novembro), na IBTM – Barcelona (28-30 novembro), Vakantiebeurs – Utrecht (9-14 janeiro), FITUR – Madrid (17-21 janeiro) e ITB – Berlim (7-11 março).

 

 

Ler mais
Recomendadas

ANACOM celebra 30º aniversário com mudança de imagem do site

A ANACOM vai também levar a cabo outras iniciativas, designadamente, a organização de um concurso de fotografia de âmbito nacional e a abertura ao público do acervo documental da ANACOM.

Venda da Cimpor: como se desfez o ‘império’ cimenteiro em Portugal

A Cimpor chegou a operar em quatro continentes e em 12 países. A empresa extingue-se, mas permanece a marca. E fica a promessa dos turcos em “fazer da Cimpor novamente uma grande empresa”.

Matos Fernandes: “Grande aposta na energia elétrica em Portugal é no solar”

Na conferência foi referido que em 2030 a meta de contribuição da totalidade das fontes de energia renováveis é de 37% na Europa, enquanto para Portugal o objetivo é alcançar 47%.
Comentários