Já foram administradas 2 milhões de vacinas contra a Covid-19 em Portugal

Há mais de 603 mil portugueses inoculados e 1.553.052 receberam a primeira dose do fármaco, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Governo.

Portugal atingiu as mais de 2 milhões de vacinas contra a Covid-19 administradas, mais concretamente 2.156 805 doses até este domingo. Há mais de 603 mil portugueses inoculados e 1.553.052 receberam a primeira dose, aguardando a segunda e última, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Governo.

Desde o início da pandemia, Portugal contabiliza 828.173 casos confirmados de infeção por SARS-CoV-2, depois de registar mais 408 contágios entre ontem e hoje, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Já o número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 16.923, após mais cinco pessoas terem perdido a vida com esta doença.

O risco de transmissibilidade (Rt) do vírus situa-se nos 1,03 no continente e em 1,04 a nível nacional. Quanto à incidência, encontra-se abaixo dos 120 mil casos por 100 mil habitantes, indicando 70 casos de infeção no território nacional e 67,4 em Portugal continental.

Há, contudo, boas notícias: mais 746 recuperados, menos um internado em Unidades e Cuidados Intensivos (UCI) – são agora 118 – e menos 20 doentes nos hospitais, perfazendo um total de 459 internamentos.

Recomendadas

Mais de um milhão de portugueses estão vacinados contra a Covid-19

Dos cidadãos inoculados, 204.147 milhões de pessoas tomaram uma dose da vacina contra a Covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Odemira: Conselho de ministros aprova levantamento da cerca sanitária

O Conselho de Ministros aprovou o levantamento da cerca sanitária em Odemira a partir das 00:00 do dia 12 de maio.

Itália regista 6.946 novos casos num dia e aumenta pressão para aliviar restrições

A Itália registou 6.946 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, divulgaram hoje as autoridades italianas, numa altura em que aumenta a pressão política para o governo de Mario Draghi aliviar as restrições ainda em vigor no país.
Comentários