Jeremy Corbyn e Pedro Sánchez felicitam António Costa pela vitória nas eleições legislativas

Os líderes socialistas do Reino Unido e Espanha salientaram nas suas mensagens de apoio a António Costa a escolha da maioria do eleiotrado português por um “projeto de esquerdas” e pela “alternativa à austeridade na Europa”.

A vitória do PS nas eleições legislativas tem sido noticiada um pouco por toda a Europa, sendo que os líderes socialistas do Reino Unido e Espanha, a partir das suas contas oficiais de Twitter, já felicitaram António Costa pela maioria parlamentar conquistada no domingo. Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista britânico, e Pedro Sánchez, secretário-geral do PSOE, afirmaram o seu apoio aos socialistas portugueses.

O líder do Partido Trabalhista no Reino Unido, que também enfrenta um cenário político complexo por causa do Brexit, congratulou António Costa pela renovação da liderança do governo português. “Parabéns ao António Costa e ao Partido Socialista português no sucesso nas eleições de hoje. O vosso governo, suportado pela ala esquerda, mostra que há uma alternativa à austeridade na Europa”, escreveu Corbyn.

Já Sánchez, o atual presidente do governo de Espanha, que tem pela frente novas eleições gerais no seu país, salientou que a vitória do PS é uma escolha da “sociedade portuguesa” pela “estabilidade, igualdade e justiça social”. “Com a vitória do PS, [os portugueses] apostam num projeto de esquerdas, progressista e modernizador. Continuaremos a trabalhar juntos por uma Europa mais justa”, escreveu o líder do PSOE, que finalizou a sua mensagem em português. “Parabéns, Portugal!”, frisou.

Ler mais
Recomendadas

Número de passageiros transportados pela TAP diminuiu 62% no primeiro semestre

“A TAP atuou com agilidade e rapidez aos primeiros sinais de impacto da pandemia, adequando a capacidade ao novo cenário de procura e minimizando assim os custos operacionais com o objetivo de preservação de caixa”, comentou a companhia, no documento em que demonstrou um prejuízo de 582 milhões de euros no primeiro semestre.

TAP: Plano de reestruturação será apresentado a Bruxelas até 10 de dezembro

O plano visa “assegurar a sustentabilidade e rentabilidade da TAP, através de um adequado planeamento de rotas e frota, da adaptação do produto TAP à realidade atual e pós Covid-19, e do aumento da eficácia e da eficiência dos serviços centrais e das unidades do Grupo TAP”, refere a companhia, que registou um prejuízo de 582 milhões de euros no primeiro semestre.

TAP apresenta prejuízo de 582 milhões de euros no primeiro semestre

Um resultado líquido negativo de 582 milhões de euros no primeiro semestre de 2020 é a primeira informação da TAP S.A. que o CEO interino, Ramiro Sequeira, comunica oficialmente. A margem EBITDA cai para -20%, isto é, 28,7 pontos percentuais abaixo do verificado no primeiro semestre de 2019.
Comentários