Jerónimo de Sousa promete que PCP não se vai confinar nem esconder em 2021

O líder comunista, a quatro dias do início do ano em que o mais antigo partido político português vai celebrar o seu centenário, assegurou “aos trabalhadores e ao povo” que “podem contar com o PCP” para as essenciais “ação e luta”.

Flickr/Festa do Avante

O secretário-geral do PCP manifestou este domingo “confiança” e “esperança” no futuro, prometendo que os comunistas não se vão confinar nem esconder em 2021, numa mensagem pública de Ano Novo, gravada em vídeo.

“Cá estamos a marcar presença, hoje como sempre. Sem nos podermos permitir a essa atitude de nos confinarmos e escondermos quando centenas de milhar de trabalhadores todos os dias fazem o país funcionar e criam a riqueza nacional, tantas vezes sujeitos ao arbítrio do capital, perdendo o seu emprego, com direitos e salários cortados, e horários desregulados que lhes infernizam a sua vida pessoal e familiar”, disse Jerónimo de Sousa.

O líder comunista, a quatro dias do início do ano em que o mais antigo partido político português vai celebrar o seu centenário, assegurou “aos trabalhadores e ao povo” que “podem contar com o PCP” para as essenciais “ação e luta”.

“Garantindo a devida valorização dos trabalhadores, dos seus salários e direitos, protegendo quem se viu privado de rendimentos, apoiando os milhares de pequenos empresários a braços com as dificuldades impostas pelo encerramento ou redução de atividade, agindo para reforçar o Serviço Nacional de Saúde, essa garantia maior do direito à saúde de todos os portugueses, defendendo-o do saque dos grupos privados que querem fazer da doença uma fonte de negócio”, elencou.

Jerónimo de Sousa descreveu a atual situação política e social é “um tempo em que as incertezas são muitas e se adensam dificuldades e preocupações”.

Recomendadas

Quem é Naftali Bennett, o primeiro-ministro que sucede a Benjamin Netanyahu em Israel?

Ao fim de 12 anos no poder, Benjamin Netanyahu sai do centro de decisões em Israel, após o parlamento israelita ter aprovado um Governo de coligação. O novo Governo de Israel vai ser liderado pelo líder da direita radical, Naftali Bennett e pelo líder centrista, Yair Lapid.

Certificado covid-19 permite viajar em liberdade e segurança, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que o certificado covid-19 da União Europeia (UE) para facilitar a circulação cria uma “oportunidade de viajar em liberdade e em segurança”, avisando que se devem manter algumas “normas de segurança”.

PSD agrava pena para omissões de declarações dos políticos sem criminalizar falta de justificação

O PSD quer aumentar as obrigações declarativas dos políticos e altos dirigentes públicos e agravar as penas de prisão para a ocultação intencional de aumento de rendimentos, mas sem criminalizar, de imediato, a sua falta de justificação.
Comentários