João Ramadas vence Prémio Primus Inter Pares

O vencedor da da 15ª edição do prémio do Santander Totta é licenciado em Gestão pelo ISCTE e tem um mestrado da Católica.

A João Ramadas, licenciado pelo ISCTE e com um mestrado pela Católica, juntam-se no podium 2018 do Prémio Primus Inter Pares: Inês Cunha, Inês Santos, Nuno Fonseca e Guilherme Coelho.

Inês Cunha, licenciada em Economia e com um mestrado em Finanças da Universidade Nova de Lisboa obteve a prata na edição deste ano do prémio. Inês Santos, licenciada em Gestão na Católica e com mestrado em Gestão na Nova, conquistou o terceiro lugar. Nuno Fonseca, da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, e Guilherme Coelho, da Universidade de Coimbra, com Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica, ficaram ambos em quarto lugar.

Os três primeiros classificados destacaram-se entre 100 candidatos, após várias provas de seleção, sendo assim considerados os jovens mais promissores do país nas áreas de Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia. Terão agora a oportunidade privilegiada de frequentar um MBA numa Business School nacional ou internacional, beneficiando do pagamento dos custos de matrículas e de propinas. As instituições envolvidas são: o IESE, em Barcelona; o IE Business School, em Madrid; o Lisbon MBA (Universidade Católica e Universidade NOVA); o ISCTE; o ISEG; e a Porto Business School. Os 4º classificados recebem um curso de pós-graduação.

O júri que deliberou sobre os vencedores integra Francisco Pinto Balsemão, António Vieira Monteiro, Estela Barbot, Raquel Seabra e António Vitorino.

Recomendadas

Da sala de aula para o e-learning num país desigual

Universidade e politécnicos estão em transição para o ensino a distância. O processo flui, mas a ritmos diferentes. Uns garantiram 100% das aulas online em três dias, outros procuram assegurar computadores para os alunos.

Covid-19: Lar de Vila Real precisa de recursos humanos para reabrir

O responsável pelo Lar Nossa Senhora das Dores, Vila Real, destacou hoje as dificuldades em recrutar recursos humanos, principalmente na área da enfermagem, para a reabertura da instituição que foi evacuada após a deteção de casos covid-19.

FCT e AICIB lançam portal “Science 4 Covid-19” com iniciativas e projetos de combate ao novo coronavírus

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e a Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica (AICIB) lançaram o portal “Science 4 Covid-19”, que reúne ideias, publicações, ações em curso e a identificação da capacidade instalada disponível.
Comentários