Joaquim Correia substitui Bernardo Meyrelles à frente do Deutsche Bank Portugal

Deutsche Bank nomeia Joaquim Barata Correia como Chief Country Officer e director geral do Deutsche Bank Portugal. Joaquim Barata Correia manterá, também, funções como responsável máximo em Portugal na área de Corporate Finance, posição que já exercia desde 2013.

Staff / Reuters

O Deutsche Bank nomeou Joaquim Barata Correia como Chief Country Officer e director geral do Deutsche Bank Portugal, com efeitos imediatos, diz o banco em comunicado.

Joaquim Barata Correia manterá, também, funções como responsável máximo em Portugal na área de Corporate Finance, posição que já exercia desde 2013.

O novo responsável máximo da operação em Portugal do Deutsche Bank, agora nomeado, sucede a Bernardo Meyrelles de Souto, que abandona o Deutsche Bank depois de uma carreira de 14 anos em Lisboa.

O Deutsche Bank está presente em Portugal desde 1978.

O CEO do Deutsche Bank para a região EMEA (Europa, Oriente Médio e África), Ashok Aram, em comunicado realça “a carreira brilhante de Joaquim Barata Correia no Deutsche Bank, para liderar o negócio do banco em Portugal. O seu profundo conhecimento da banca portuguesa e relacionamento muito próximo com os clientes e stakeholders, que permitirá ao Deutsche Bank a continuar a melhorar o seu serviço junto dos clientes e, simultaneamente, explorar um vasto conjunto de oportunidades em Portugal”.

Ashok Aram adiantou que “o Deutsche Bank continuará profundamente comprometido com o negócio em Portugal e a nomeação do Joaquim reflete a importância do mercado português na nossa operação regional global, em linha com a nova estratégia do Grupo”.
Joaquim Barata Correia integra os quadros do Deutsche Bank há 32 anos, tendo exercido funções de liderança no Grupo, tanto em Londres como em Lisboa. Ao longo da sua carreira, desenvolveu relações estreitas com inúmeras empresas, entidades públicas e instiuições financeiras portuguesas e assumiu a liderança em várias áreas de negócio da banca de investimento, tanto em Portugal como no Reino Unido, tendo inclusivamente funções ao nível da gestão de entidades do Deutsche Bank em Portugal.

O CEO do banco alemão para a EMEA agradeceu ainda a Bernardo Meyrelles que sai agora do banco. “Estamos igualmente muito agradecidos pelo trabalho e dedicação incansável de Bernardo Meyrelles de Souto que permitiu posicionar o Deutsche Bank numa rota de desenvolvimento e de sucesso”, referiu Ashok Aram.

Ler mais
Recomendadas

Valor gerido por fundos de investimento imobiliário cai 26 milhões de euros em julho

A Interfundos (13,1%), a Norfin (10,4%) e a Square AM (10,3%) detinham as quotas de mercado mais elevadas em julho.

Bundesbank alerta que economia alemã pode estar a entrar em recessão

O Bundesbank, banco central alemão, alertou esta segunda-feira que a economia alemã, a maior da Europa, pode estar a recuar durante os meses de verão, depois da contração já registada no segundo trimestre, aumentando a possibilidade de entrar em recessão.

PremiumBanco ‘português’ na Costa do Marfim quer disputar liderança

O grupo BDK, que detém o Banque d´Abidjan, emprega na África do Oeste 532 pessoas, a que se juntam 28 em Lisboa. O banco tem quase metade da rede de balcões do líder no mercado, o Sociéte Generale.
Comentários