Jorge Costa antecipa “aprovação à vista” do relatório sobre as rendas excessivas da eletricidade

“Aprovação à vista do relatório de que sou autor na comissão de inquérito às rendas da eletricidade. Votações durante a tarde. Conhecemos as rendas excessivas e quem as criou. Sabemos como as eliminar. Agora é querer”, escreveu o deputado do Bloco de Esquerda no Facebook.

Ainda está a decorrer a discussão e votação do relatório final e das propostas de alteração apresentadas no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade. No entanto, o redator do relatório, Jorge Costa, deputado do Bloco de Esquerda (BE), já antecipou a provável aprovação do documento.

“Aprovação à vista do relatório de que sou autor na comissão de inquérito às rendas da eletricidade. Votações durante a tarde. Conhecemos as rendas excessivas e quem as criou. Sabemos como as eliminar. Agora é querer”, escreveu o deputado bloquista no Facebook, pouco tempo antes do início da reunião.

Entretanto, já na reunião, a previsão de Jorge Costa parece estar a concretizar-se. As propostas de alteração apresentadas pelo PSD foram chumbadas, ao passo que as conclusões do relatório acabam de ser aprovadas. Todas as propostas estão a ser votadas uma a uma, além de recomendações e outras vertentes do documento (capítulo a capítulo). A reunião ainda deverá prolongar-se durante mais algumas horas.

Recomendadas

WEBINAR: Uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Coloque já as suas questões

No dia 2 de março estaremos em direto d’O Jornal Económico às 15h para uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Este é um assunto que lhe suscita interesse mas tem algumas dúvidas? Não pode perder esta conversa!

Metade das empresas portuguesas têm presença nas redes sociais

Cerca de 50% das empresas portuguesas têm presença nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram ou YouTube, a mesma percentagem registada em toda a União Europeia (UE), segundo estatísticas hoje divulgadas pelo Eurostat.

Comissões arrecadadas pelos bancos subiram 40 milhões de euros e superaram 1.500 milhões em 2019

O parlamento debate esta quinta-feira 11 propostas de Bloco de Esquerda, PCP, PS, PAN e PSD sobre comissões bancárias, como limitar as comissões cobradas pelos bancos em meios de pagamento como MB Way, em declarações relacionadas com contratos de créditos e alterações unilaterais de contratos de crédito.
Comentários