Just a Change vence Start Tel Aviv

A Just a Change, organização que reabilita casas a pessoas carenciadas, venceu o concurso Start Tel Aviv e vai a Israel em Setembro representar Lisboa e Portugal no festival DLD Tel Aviv Innovation.

A organização sem fins lucrativos que recorre a jovens universitários como voluntários para apoiar pessoas com dificuldades económicas na reabilitação das suas casa, foi a grande vencedora da competição promovida pelo ministério dos Negócios Estrangeiros Israelita que selecciona 20 empresas em tantos outros países para um festival de empreendedorismo social  que decorre em Tel Aviv em Setembro.

A startup foi selecionada entre três finalistas, derrotando os projetos Cozinha com Alma (apoio a famílias em dificuldade) e Speak ( intercâmbio de línguas e culturas).

Trat-se do segundo ano em que Portugal participa no concurso e Paulo Soeiro de Carvalho, director municipal de Economia e Inovação da Câmara Municipal de Lisboa, destacou durante ao anúncio do vencedor, a importância do festival, que juntará em Tel Aviv  mais de 10 mil participantes, entre empreendedores e investidores. “Aceitámos o desafio porque é interessante e faz parte da nossa estratégia”, referiu para salientar o crescimento do ecossistema empreendedor da cidade deve passar também pela rede internacional.

Tel Aviv é considerada uma das melhores cidades para se fundar uma startup, sublinhou, que lembrou ainda as parcerias que Lisboa tem vindo a desenvolver com cidades como Londres e Amsterdão.

Também Raslan Abu Rukum, representante da Embaixada de Israel, presente na cerimónia salientou o forte crescimento do empreendedorismo em Portugal, particularmente na capital, e afirmou o gosto por integrar pelo segundo ano consecutivo uma startup portuguesa no concurso, que vai na sua quinta edição.

Recomendadas

Consórcio europeu lança curso online gratuito sobre inovação

O “Co-Innovation Journey for Startups and Corporates” inclui palestras, artigos informativos, questionários, discussões e atividades práticas. A Beta-i representa Portugal nesta iniciativa e criou ainda um ‘podcast’ para os tempos de crise.

Doinn, a startup que sente na pele a queda dos negócios do turismo e limpeza

“Estamos atentos às medidas de apoio anunciadas pelo Governo apesar de, até agora, não termos ficado impressionados com elas. Não nos adianta muito adiar as obrigações como IVA ou TSU para o segundo semestre se os respetivos pagamentos coincidirão com a época baixa”, disse ao Jornal Económico Weronika Figueiredo, cofundadora da empresa.

Startup com sede em Portugal chega à final do Free Electrons

A Tesselo combina a utilização de imagens de satélite e Inteligência Artificial para transmitir informações em tempo real sobre terrenos agrícolas ou infraestruturas.
Comentários