PremiumKKR e BlackRock na corrida à Indaqua

O Citi recebeu propostas de compra de quatro fundos, entre eles o KKR e a BlackRock. Avança agora a ‘due-diligence’ para as ofertas vinculativas.

O fundo de private equity Bridgepoint, dono do Grupo Miya, que, por sua vez, detém 100% da Indaqua, empresa portuguesa, recebeu propostas não vinculativas de quatro fundos internacionais no processo de venda desencadeado em junho.

Segundo apurou o Jornal Económico, entre os candidatos que entregaram propostas não vinculativas ao Citi, banco que foi contratado pelos acionistas para montar a operação de venda, estão os fundos KKR e BlackRock. Ambas as sociedades gestoras de investimento mundial têm já investimentos nesta área noutras geografias. Ambas também têm investido em Portugal em vários setores.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Assista agora à JE editors Talks: Energia Solar

Assista agora e conheça o potencial português na área da energia solar e saiba que importância esta terá no futuro do fornecimento de energia nacional.

Lucros do Grupo Crédito Agrícola caem 33% no primeiro semestre para 50 milhões de euros

As imparidades constituídas de 391 milhões de euros penalizaram o resultado líquido consolidado do Crédito Agrícola no primeiro semestre de 2020.

Regulador aprova alteração de marca da EDP Distribuição para E-REDES

Em comunicado, o regulador refere que a alteração da imagem e denominação da gestora das redes de distribuição de energia “será implementada de forma gradual, por forma a assegurar a neutralidade de custos para os consumidores de eletricidade”.
Comentários