KPMG junta-se a associações para ajudar empresas a minimizarem efeitos do Covid-19

Esta é mais uma iniciativa de colaboração pro bono que a KPMG está a desenvolver de apoio aos empresários portugueses, das maiores às micro empresas, entre as quais se destaca também a parceria estabelecida com a Câmara Municipal de Lisboa, no âmbito do programa ‘Lisboa Empreende +’.

Através da realização de vários webcast, a KPMG junta-se às associações empresariais portuguesas – AEF, AEP, AIMMAP, APD, ATP e a CCIP, com o objetivo de debater e apresentar soluções com impacto para as empresas nacionais no contexto da atual pandemia de Covid-19.

Durante os encontros, está planeada a discussão de soluções críticas para ajudar empresários no plano das alternativas de financiamento disponíveis, nomeadamente nas áreas da fiscalidade, oportunidades de fusões e aquisições (M&A), contabilidade, cibersegurança, outsourcing de funções, entre outras.

A primeira webcast realizou-se com a Associação dos Industriais Metalúrgicos Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP) – entidade com mais de mil empresas associadas e que representa mais de um terço do valor das exportações totais nacionais (19,6 mil milhões) e 250 mil postos de trabalho, seguindo-se nas próximas semanas vários outros encontros equivalentes com outras associações empresariais.

Esta é mais uma iniciativa de colaboração pro bono que a KPMG está a desenvolver de apoio aos empresários portugueses, das maiores às micro empresas, entre as quais se destaca também a parceria estabelecida com a Câmara Municipal de Lisboa, no âmbito do programa Lisboa Empreende +, que ainda na terça-feira, dia 12 de maio, proporcionou às empresas da capital um webinar subordinado ao tema “COVID-19: Medidas Fiscais”.

Neste período, a KPMG Portugal reforçou a sua responsabilidade social no apoio a projetos de solidariedade, como o Camião de Esperança – uma unidade saúde móvel que há várias semanas circula pelo País a realizar testes à Covid-19, junto de populações mais desprotegidas e isoladas geograficamente, a SOS-Coronavírus, promovida pela AEP e a Ordem dos Médicos, que já angariou mais de 350 mil euros, além de outros donativos em géneros, e a Conta Solidária KPMG, em que já foram depositados dezenas de milhares de euros, destinados à aquisição de equipamentos de proteção que serão distribuídos por hospitais de Norte a Sul do País.

Adicionalmente, a KPMG associou-se ainda à UNESCO e, na qualidade de membro-fundador, está a trabalhar ativamente na Global Education Coalition – iniciativa na qual estão também envolvidas as Nações Unidas, o Banco Mundial, a Google, a Microsoft, o Facebook, entre muitos outros parceiros, criada para ajudar na Educação das mais de mil milhões de crianças, de 186 países, que viram as suas escolas encerradas por causa da COVID-19.

Ler mais
Recomendadas

Fusões e aquisições em Portugal caíram mas valor movimentado aumentou 5% em 2020

Apesar de ter sido (novamente) o mais ativo, o sector do imobiliário apresentou uma redução de 16% no volume de negócios, com 88 transações de compra e venda. A operação em destaque no quarto trimestre foi a conclusão da aquisição de 81,1% do capital da Brisa pelo consórcio liderado pela APG Asset Management, por 2,4 mil milhões de euros.

PremiumDuarte de Athayde: “Apesar da crise, o nosso volume de negócios subiu 13%”

O ‘managing partner’ da Abreu Advogados refere que, apesar do travão que as restrições causaram, a sociedade teve uma subida de, pelo menos, 18% na cobrança de honorários.

PremiumOrdem recebe queixas de inscrições indevidas na Segurança Social

A sustentabilidade da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores está em debate na AR. Jovens defendem que firmas devem comparticipar.
Comentários