KPMG promove seis colaboradores e aposta no Porto

A consultora reforçou sobretudo a área de Auditoria e Assurance. “O compromisso e investimento no Norte são estratégicos”, disse ao Jornal Económico Vitor Ribeirinho, ‘deputy chairman’ da KPMG.

A KPMG promoveu recentemente seis colaboradores a associate partners (sócios associados), dois deles no escritório do Porto: Luís Silva e Pedro Costa, que passam a apoiar exclusivamente a clientes com operações na região Norte. A ‘Cidade Invicta’ conta agora com cinco membros KPMG em regime de sociedade em permanência e com um reforço das áreas de Auditoria & Assurance, onde, segundo o vice-presidente e head desse departamento, é nele que a consultora “tem vindo a conquistar clientes importantes”.

Vitor Ribeirinho disse ao Jornal Económico que o “compromisso e investimento no Norte são estratégicos”, uma vez que a empresa trabalha “com centenas de organizações do Norte do país”. “A KPMG está no Porto há mais 30 anos. Ao longo destas décadas temos vindo a reforçar a nossa estrutura, de forma a acompanhar o crescimento da atividade. Em 2016, expandimos as nossas instalações e inaugurámos um novo escritório, no Edifício Burgo”, recordou o ainda deputy chairman.

Inês Dourado, Ricardo Girão, José Nunes e Rui Lopes são os restantes profissionais que completam o leque de recentes nomeações na consultora – sendo que os dois primeiros assumiram este mês as novas funções na área de Deal Advisory e Tax, respetivamente, e os dois últimos também em Auditoria & Assurance.

Vitor Ribeirinho refere ainda, em declarações ao semanário, que “à medida que o negócio se vai desenvolvendo”, a KPMG vai “reforçando a estrutura em todos os seus níveis” [partnership e equipa]. “Há um mês contratámos mais de 150 novos colaboradores em Portugal e parte desse reforço foi direcionado para o Porto”, explicou, numa altura do ano em que o mercado da assessoria tende tipicamente a ser mais dinâmico.

Para o presidente do conselho de administração da KPMG Portugal, as seis nomeações estão alinhadas com a estratégia da comissão executiva e dos head of functions. “Em particular ao nível da aposta na transformação de Auditoria com enfoque no tema de public trust”, exemplifica Sikander Sattar sobre estes profissionais, cuja carreira foi maioritariamente construída na consultora.

Recomendadas

Uma proposta para a conexão de processos

A criação, através de instrumento legislativo, de um “Cartão do Beneficiário do Apoio Judiciário”, demonstrada a insuficiência económica perante os serviços do ISS, é uma solução que nos parece eficaz, realista e implementável.

PremiumCCA procura novo parceiro internacional

Carlos Barbosa da Cruz, sócio fundador do escritório, considera indispensável um alinhamento internacional, para acompanhar melhor os clientes. “A CCA começou como uma empresa familiar, mas não é uma empresa familiar”, afirma ao Jornal Económico.

IVA obriga empresas a financiar Angola durante seis meses, diz fiscalista

Para a advogada Lília Azevedo, da sociedade Miranda & Associados, é “uma situação inética”.
Comentários