Lightsource bp investe 1,8 mil milhões para desenvolver 25 GW em projetos solares até 2025

Com este investimento, a Lightsource conseguirá impulsionar essa meta para os 25 GW até 2025 e ainda criar mais de 500 novos empregos na empresa ao longo dos próximos quatro anos.

A subsidiária da bp anunciou esta segunda-feira ter assegurado um novo pacote de financiamento de 1,8 mil milhões de dólares (cerca de 1,54 mil milhões de euros) que irão servir para desenvolver 25 gigawatts (GW) de energia solar no âmbito da sua estratégia global de crescimento.

De acordo com a nota divulgada, o financiamento “sustenta as ambições e a execução da estratégia da Lightsource bp num momento em que continua a acelerar o ritmo de implantação de energia solar nas regiões da Europa, Médio Oriente e África, Américas e Ásia e Pacífico”.

Com este investimento, a Lightsource que desenvolveu até ao momento 3,8 GW de projetos solares no mundo inteiro, conseguirá impulsionar essa meta para os 25 GW até 2025, “devido à expansão dos projetos em fase de preparação”, e ainda criar mais de 500 novos empregos na empresa ao longo dos próximos quatro anos.

Além desta carteira de projetos em fase de desenvolvimento, a nota de imprensa da Lightsource bp informa ainda que vão ser desenvolvidos um portefólio de 9GW exclusivamente para a bp.

Em 2021, a Lightsource bp já aumentou significativamente a sua presença em muitos dos principais mercados europeus, incluindo Espanha, Itália e Portugal, tendo também anunciado a entrada na Grécia ao mesmo tempo que anunciava uma vitória no leilão de energia grego.

Nos EUA, a empresa garante estar “a crescer rapidamente e a tornar-se um dos maiores produtores de energia solar”, contando com um portefólio de quase 10 GW no país, incluindo mais de 1,9 GW em fase de implantação ou construção só nos últimos 18 meses.

Desde 2017, a Lightsource bp expandiu a sua atividade de cinco para 15 países e duplicou o quadro de trabalhadores de 300 para 600 pessoas, tendo sido criados só durante a pandemia, cerca de 200 empregos.

 

 

Recomendadas

Ibersol avança com aumento de capital que propicia encaixe até 40 milhões

A empresa que detém a Pizza Hut, KFC, Taco Bell e Burger King anunciou um aumento de capital num montante máximo de 40 milhões de euros. A empresa quer ainda distribuir 20% dos lucros anuais consolidados.

Galp entra no solar no Brasil com a compra de dois projetos de 594 megawatts

A Galp vai entrar nas renováveis no Brasil. A empresa portuguesa acordou a aquisição de dois projetos solares, com uma capacidade total de 594 megawatts de potência.

Goldman Sachs vê EDP a fechar terceiro trimestre com lucros de 505 milhões

Resultados da elétrica nos primeiros nove meses do ano ficariam acima dos 420 milhões do período homólogo de 2020, estima a Goldman Sachs. Mas com o EBITDA a descer, para os 2,48 mil milhões de euros.
Comentários