LinkedIn confirma roubo de dados pessoais de 500 milhões de contas

Não foi só o Facebook a ser vítima de um roubo de informações pessoais dos seus utilizadores, agora foi a vez da rede social profissional LinkedIn.

São criadas 120 novas contas no LinkedIn

Aparentemente não é só o Facebook que está a braços com um problema de segurança que levou ao roubo de dados pessoais das contas dos seus utilizadores. Depois de terem vindo a público notícias, que davam conta que foram roubados dados pessoais de 500 milhões de contas dos utilizadores desta rede social, que pertence à Microsoft, a empresa acabou por confirmar o problema de segurança.

De acordo com essas notícias, a informação que foi recolhida da rede social está agora à venda. Para provar a legitimidade dos dados, foram divulgados detalhes de 2 milhões de contas.

Os dados recolhidos a partir das contas de LinkedIn, incluem nomes completos, endereços de email, números de telefone, informações acerca dos postos de trabalho, ligações nas redes sociais e identificadores das contas. Não se sabe se esta informação é recente, ou se foi obtida num ataque anterior.

Tal como aconteceu com o roubo de informações a partir de contas de Facebook, também o LinkedIn está a tentar minimizar a severidade do roubo de que foi vítima. Segundo um porta-voz do LinkedIn: “Ainda estamos a investigar este assunto, os dados que foram publicados até agora parecem incluir informação que está disponível ao público, agregada com informação obtida a partir de outros sites e empresas. A recolha de dados pessoais dos utilizadores do LinkedIn viola os termos de serviço e estamos permanentemente a trabalhar para proteger os nossos utilizadores e os seus dados pessoais.”

Potencialmente, estes dados podem ser utilizadores em ataques mais graves, não só contra as pessoas em questão, como também contra as entidades onde trabalham, através de campanhas de phishing e outros ataques que empreguem técnicas de engenharia social. Um aspeto preocupante acerca desta divulgação será a combinação de dados pessoais oriundos de várias fontes, de forma a construir um perfil digital detalhado de potenciais vítimas.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Qual é a diferença entre marketplace e e-commerce?

Nas suas compras virtuais procure o selo CONFIO que é um certificado atribuído a plataformas que cumprem as melhores práticas do mercado digital e da utilização da Internet e tenha sempre em atenção à sua cibersegurança, questione e procure informação em caso de dúvidas.

Saiba como funcionam os contadores inteligentes de eletricidade

Certamente já ouviu falar nos contadores inteligentes de eletricidade e nas suas funcionalidades. Mas de que se trata Basicamente são aparelhos que fazem medições digitais relacionados com redes inteligentes e que procedem ao envio automático das leituras.

Governo simplifica emissão de comprovativos do exercício de atividade profissional

A medida Simplex permite a emissão dos certificados necessários para quem pretenda ir trabalhar para um dos 27 Estados-membros da União Europeia, através de uma Mera Comunicação Prévia (MCP), no portal ePortugal (Balcão do Empreendedor).
Comentários