Lionesa acolhe o novo centro de inovação da multinacional Oracle

A Lionesa tem cerca de 110 empresas nacionais e internacionais e, só nos últimos dois anos foram criados mais de 500 postos de trabalho.

A Lionesa acolhe mais uma multinacional no setor da tecnologia e informática – a Oracle, cuja inauguração oficial se realizará amanhã, e cuja presença no centro empresarial tinha sido antecipada pelo JE em janeiro. A empresa está a reforçar a sua presença em Portugal e escolheu Matosinhos e a Lionesa para a instalação de um centro global de inovação e tecnologia.

A Lionesa é actualmente, a nível nacional e segundo os seus próprios indicadores, o maior centro empresarial na indústria 4.0 e o maior e mais dinâmico pólo a norte na atração de novos negócios, essencialmente, multinacionais na área de IT, Inovação e Shared Services nas áreas Financeira, Recursos Humanos e Supply Chain.

A Oracle junta-se assim a outras multinacionais que muito recentemente se instalaram na Lionesa como é o caso da dinamarquesa Vestas (turbinas de energia eólica), a alemã Klöckner Pentaplast (filmes para embalagens) e a chinesa Cofco (agro-alimentar), que aqui criaram centros de desenvolvimento de negócio e de serviços partilhados.

Atualmente, a Lionesa conta com cerca de 110 empresas nacionais e internacionais e um total aproximado de cinco mil postos de trabalho e pessoas de mais de 25 nacionalidades.

A atractividade do norte de Portugal e da Lionesa por parte de multinacionais, como é o caso da Oracle, “é prova de que Portugal é reconhecido como um ‘produtor’ do melhor talento profissional, académico e científico, acompanhado de uma criatividade e entregas difíceis de igualar”, refere a administração do centro empresarial.

Recomendadas

WEBINAR: Uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Coloque já as suas questões

No dia 2 de março estaremos em direto d’O Jornal Económico às 15h para uma conversa inadiável sobre Ecoliving. Este é um assunto que lhe suscita interesse mas tem algumas dúvidas? Não pode perder esta conversa!

Metade das empresas portuguesas têm presença nas redes sociais

Cerca de 50% das empresas portuguesas têm presença nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram ou YouTube, a mesma percentagem registada em toda a União Europeia (UE), segundo estatísticas hoje divulgadas pelo Eurostat.

Comissões arrecadadas pelos bancos subiram 40 milhões de euros e superaram 1.500 milhões em 2019

O parlamento debate esta quinta-feira 11 propostas de Bloco de Esquerda, PCP, PS, PAN e PSD sobre comissões bancárias, como limitar as comissões cobradas pelos bancos em meios de pagamento como MB Way, em declarações relacionadas com contratos de créditos e alterações unilaterais de contratos de crédito.
Comentários