Lisboa, Cascais e Sintra são os municípios que mais encaixam com IMI

Por outro lado, Gaia e Portimão são as autarquias mais endividadas. As receitas fiscais com o imposto alcançaram os 2,9 mil milhões de euros no ano passado.

O encaixe das autarquias em receitas fiscais aumentou, no ano passado, para 2,9 mil milhões de euros. A Câmara Municipal de Lisboa está entre os municípios que mais receitas conseguiram no ano passado com a cobrança de impostos. Apenas o imposto municipal sobre imóveis (IMI) contabilizou 114 milhões de euros, segundo noticia esta terça-feira o Correio da Manhã.

Em comparação com 2006, as receitas fiscais das autarquias subiu 19,8%. Isto significa que numa década, o valor aumentou 495 milhões de euros, segundo dados do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2016, divulgados pelo CM. Cascais lidera a lista de municípios,onde o peso das receitas dos impostos foi maior, representando 79,5% do total. Segue-se Lisboa (68,4%) e a Maia (66,2%).

Entre o total, os impostos diretos são os que têm maior importância, sendo que o IMI é o imposto que mais contribuiu financeiramente para as receitas municipais. Contabilizando apenas o IMI, os municípios com maior receita cobrada foram Lisboa, Cascais (50,3 milhões) e Sintra (49,5 milhões).

Recomendadas

“É muito mais fácil que o inglês”. Português ensinado em escolas públicas na Venezuela

Cerca de 150 alunos do liceu Fray Pedro de Ágreda começaram a aprender a língua há três semanas, no populoso bairro de El Valle, a sul de Caracas.

Vieira da Silva admite alargar fim do fator de sustentabilidade a outros regimes

Alteração terá de ser feita “de forma cuidada” disse o ministro do Trabalho em resposta ao deputado do Bloco de Esquerda, José Soeiro.

Leslie provocou prejuízos de 9 milhões de euros em Coimbra

Cerca de metade dos prejuízos registaram-se em equipamentos associativos, recreativos e desportivos e em instituições particulares de solidariedade social (IPSS), indicou o presidente da Câmara.
Comentários