Livreiros recusam vouchers de manuais gratuitos por falhas nos pagamentos

O Ministério de Tiago Brandão Rodrigues afirmou que os pagamentos estão a ser realizados “dentro dos prazos” e que por enquanto não há reclamações apresentadas. O ministério avança ainda que “as faturas recebidas até 9 de agosto, inclusive, estão pagas”.

Cristina Bernardo

O alargamento dos vouchers Mega – Manuais Escolares Gratuitos até ao 12º ano de escolaridade pode estar a causar endividamento a diversas livrarias. Alguns livreiros estão sem capacidade de endividamento para comprar manuais, estando assim a suspender as encomendas até que o dinheiro prometido pelo Ministério da Educação chegue, noticia o Jornal de Notícias, esta quarta-feira, 21 de agosto.

O ministério foi contactado pela mesma publicação que garantiu que o processo melhorou em relação ao ano passado, mas não avançou quanto dinheiro já pagou às papelarias. Um testemunho de Vila do Conde revela que o ano passado conseguiam faturar com o 3º ciclo e secundário e aguentar a demora no pagamento, mas que com o alargamento a situação está a tornar-se incomportável.

O dono da papelaria em causa assumiu que já pediu dinheiro ao banco e que está a recusar vouchers até ao próximo pagamento, sendo que os vales de desconto que aceitou ascendem a 17 mil euros.

O Ministério de Tiago Brandão Rodrigues afirmou que os pagamentos estão a ser realizados “dentro dos prazos” e que por enquanto não há reclamações apresentadas. O ministério avança ainda que “as faturas recebidas até 9 de agosto, inclusive, estão pagas”.

Este ano, o responsável pelo pagamento às livrarias passou a ser o Instituto de Gestão Financeira da Educação e comprometeu-se a pagar em 15 dias, sendo que no ano passado os pagamentos chegaram a demorar três meses. O Governo emitiu oito milhões de vouchers para 1,2 milhões de alunos, cujo custo ascende aos 145 milhões de euros. No ano passado, foram abrangidos 528 mil alunos, num custo de 2,8 milhões de euros.

Relacionadas

Vales para manuais gratuitos dos inícios de ciclo disponíveis a partir de hoje

Conheça as condições de adesão e de utilização aos ‘vouchers’ para o 1º, 5º, 7º e 10º anos de escolaridade.

Manuais gratuitos: Vouchers para anos de início de ciclo disponíveis a partir de 1 de agosto

Saiba como aceder aos vales para os manuais gratuitos e quais as condições de utilização.

Governo reforçou verbas para manuais gratuitos e quer incentivar a reutilização

O Governo destaca que a medida “Gratuitidade dos manuais escolares” beneficiou no atual ano letivo mais de meio milhão de alunos, com mais de 2,8 milhões de ‘vouchers’ emitidos e mais de um milhar de livrarias envolvidas.
Recomendadas

CMEC: EDP recusa todas as acusações de favorecimento

A elétrica nacional refuta todos os pontos de eventual favorecimento de que é acusada e diz que tudo decorreu com uma transparência que a própria União Europeia confirmou.

“Vandalização”: Presidente do Instituto Superior Técnico critica mural do Bloco de Esquerda

Arlindo Oliveira criticou o mural realizado pelo partido de Catarina Martins nos muros do campus da Alameda em Lisboa. “Será que a vandalização de património público consta no programa do Bloco de Esquerda?”

Eleições: Rui Rio considera que 200 milhões para aumentos salariais “não chega para nada”

O presidente do PSD considerou esta sexta-feira que se o Governo só tem 200 milhões de euros para aumentar os funcionários públicos, estes estão “desgraçados” porque este dinheiro “não chega para nada” nos próximos quatro anos.
Comentários