Lucro da Galp terá disparado 62% no primeiro trimestre com subida do preço do petróleo

A subida para 47 milhões de euros terá sido impulsionada pela unidade exploração e produção de petróleo e gás natural, que segundo o consenso das estimativas de 23 analistas divulgado pela empresa terá registado um aumento homólogo de 46,5% no EBITDA – resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização – para 419 milhões de euros.

O lucro líquido ajustado da Galp Energia terá disparado 62,06%, em termos homólogos, para 47 milhões de euros, no primeiro trimestre de 2021, segundo a previsão média de 23 analistas.

A subida terá sido impulsionada pela unidade de Upstream, ou seja, da exploração e produção de petróleo e gás natural, que segundo o consenso das estimativas divulgado pela empresa terá registado um aumento homólogo de 46,5% no EBITDA – resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização – para 419 milhões de euros.

Os números são ajustados para corrigir os efeitos de stock e eventos não-recorrentes (RCA).

No trading update divulgado a 12 de abril, a empresa liderada por Andrew Brown informou que a produção no Brasil recuou 3% para 112 mil barris diários, enquanto em Angola, tombou 20% para 11,3 mil barris diários, no primeiro trimestre.

Recorde-se, no entanto, que nesses três meses o preço do barril de Brent disparou 22,66% para 63,54 dólares, resultado do otimismo sobre a reabertura da economia com os planos de vacinação e também dos cortes na produção pelos membros da OPEP+.  No primeiro trimestre de 2020, com a chegada da pandemia e dos confinamentos, a cotação do barril do Brent tinha afundado 65,5% para 22,74 dólares.

Para o negócio da ‘refinação & midstream’ a média dos analistas aponta para um EBITDA de 1 milhão de euros, face aos 90 milhões no período homólogo. A Galp informou no trading update que a refinação de matérias primas recuou 26% para 19,7 mil barris diários, com as vendas grossistas a recuarem 13% para 3,6 mil barris diários, enquanto as margens de refinação subiram 9%.

“No seguimento da decisão de descontinuidade das atividades de refinação em Matosinhos, os indicadores referentes a 2021 refletem apenas as operações da refinaria de Sines”, disse a petrolífera nessa altura.

A Galp fechou o exercício de 2020 com prejuízos de 42 milhões de euros, face os lucros de 560 milhões registados em 2019, um resultado dos “desafios sem precedentes” criados pela pandemia global da Covid-19, segundo a empresa.

Ler mais

Relacionadas

Vendas da Galp afundaram 25% no primeiro trimestre (com áudio)

A quebra nas vendas de produtos petrolíferos no segmento do retalho é justificada pela petrolífera devido à pandemia e à medidas de confinamento tomadas em Portugal e Espanha entre janeiro e março.
Recomendadas

SIC avança com nova emissão de obrigações no valor de 30 milhões com juro mais baixo

A empresa do grupo Impresa diz que se trata de uma oferta pública de troca parcial e voluntária de um milhão de obrigações com um valor unitário de 30 euros. 

Segundo maior acionista da REN quer vender participação de 12%

O Oman Oil Company SAOC quer vender os seus 12%. A empresa omanita avisa que o processo de venda ainda não foi iniciado e que nenhuma decisão formal foi ainda tomada. Participação vale mais de 190 milhões de euros.

Lisbon Bar Show tem regresso marcado para 16 e 17 de maio de 2022

Ao Jornal Económico, o organizador do Lisbon Bar Show calcula que o orçamento para este evento já ultrapasse um milhão de euros, incluindo a forte aposta dos expositores, na sua grande maioria produtores e distribuidores de bebidas alcoólicas e de acompanhamento dos respetivos ‘cocktails’.
Comentários