Lucro da General Motors ascende a 2,365 mil milhões de euros no segundo trimestre

A fabricante automóvel norte-americana está a recuperar apesar dos efeitos da pandemia e da escassez de semicondutores. Os números são positivos, mas CEO da General Motors, Mary Barra, continua a contar com o impactos negativos ao longo do ano, sobretudo no fornecimento de ‘chips’.

A gigante da indústria automóvel General Motors fechou o segundo trimestre de 2021 com um lucro líquido de 2,8 mil milhões de dólares (2,365 mil milhões de euros), o que compara com o prejuízo de 800 milhões de dólares no período homólogo de 2020, foi esta quarta-feira revelado.

A fabricante automóvel norte-americana está a recuperar apesar dos efeitos da pandemia e da escassez de semicondutores. Entre abril e junho, o  lucro antes de juros e impostos (EBIT) ajustado  ascendeu aos 4,1 mil milhões de dólares (3,463 mil milhões de euros), valor que compara com um EBIT negativo de 500 milhões de dólares (422 milhões de euros) no período homólogo. A margem de lucro líquido foi de 8,3%, com a margem ajustada ao EBIT a fixar em 12%, no segundo trimestre de 2021.

As vendas da General Motors até ao final de junho fixaram-se nos 34,2 mil milhões de dólares (28,89 mil milhões de euros), mais do dobro da receita total registada no segundo trimestre de 2020.

De acordo com a Reuters, os resultados são positivos mas a resiliência pode ser de curto prazo, considerando que a empresa depende “muito da venda de pickups com motor de combustão  e dos grandes veículos utilitários desportivos de alta margem de lucro na América do Norte”. As vendas de automóveis elétricos da General Motors nos EUA representam cerca de 1,6% das entregas no segundo trimestre.

A sustentar a leitura da agência anglo-saxónica está Mary Barra, presidente executiva da General Motors, que, citada pela Reuters, afirmou que a empresa “vai continuar a sentir este ano o impacto” da escassez de chips na indústria automóvel.

Não obstante, com este resultado positivo, a General Motors elevou as previsões para 2021. A gigante automóvel antecipa, agora, alcançar um EBIT entre 11,5 mil milhões (9,715 mil milhões de euros) e 13,5 mil milhões de dólares (11,407 mil milhões de euros). Antes, a empresa antecipava um EBIT máximo de 11 mil milhões de dólares (9,294 mil milhões de euros).

Recomendadas

Autárquicas: Volt diz ser de “mau tom” que PRR seja utilizado para propaganda eleitoral

O líder do Volt Portugal, que participou numa arruada no Porto, considera que a ideia de que os candidatos socialistas possam ser beneficiados na utilização dos fundos do PRR “é inconcebível” e deve fazer Governo e candidatos refletir.

Reatia, a startup de Leiria que juntou algoritmos à venda de casas

“Somos uma startup de Leiria e, por isso, a nossa sede continua a ser, orgulhosamente, nesta cidade”. É desta forma que o empreendedor português Hugo Venâncio, que em 2019 fundou a tecnológica Reatia, começa por explicar ao Jornal Económico (JE) que as raízes da Beira Litoral não se perdem apesar das provas que esta empresa […]

Salário médio dos CEO subiu 1.304% mais do que um trabalhador médio em 40 anos

Só em 2020, os CEOs das 350 maiores empresas dos Estados Unidos ganharam 24,2 milhões de dólares (20,6 milhões de euros), ou 351 vezes o salário do trabalhador médio.
Comentários