Lucro da Siemens cai 53%, para 535 milhões de euros, no final de junho

Os pedidos de encomendas (-7%) e a receita (-5%) da empresa caíram no terceiro trimestre do ano, mas, ainda assim, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) industrial ajustado cresceu 8%, para 1,79 mil milhões de euros.

O resultado líquido da Siemens ascendeu aos 535 milhões de euros no terceiro trimestre do ano fiscal 2019/2020, um valor 53% abaixo do lucro registado em igual período de 2019 (1.137 milhões de euros), de acordo com as contas trimestrais reveladas esta quinta-feira. Ao manter as contas no verde, a empresa alemã dá sinais de resiliência face aos efeitos da pandemia da Covid-19 entre abril e junho.

Os pedidos de encomendas (-7%) e a receita (-5%) da empresa caíram no terceiro trimestre do ano, mas, ainda assim, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) industrial ajustado cresceu 8%, para 1,79 mil milhões de euros. O crescimento do EBITDA industrial ajustado no final de junho superou o consensus de analistas que acompanha a empresa (1,17 mil milhões de euros).

A fabricante tecnológica alemã viu crescer o EBITDA industrial ajustado devido aos negócios industriais, beneficiando de um ganho de 211 milhões de euros na reavaliação da participação da empresa  em indústrias digitais, sobretudo na norte-americana Bentley Sistems, que acabou por compensar quebras noutras rubricas. A margem do EBITDA industrial ajustado foi de 14,3%.

A receita da empresa decresceu 5%, para 13,49 mil milhões de euros, no terceiro trimestre deste ano, em consequência direta dos efeitos da pandemia da Covid-19. Mesmo assim, a Siemens destacou o crescimento do negócio da mobilidade. Já as encomendas caíram 7%, para 14,4 mil milhões de euros. O valor das encomendas não foi menor devido aos contratos ganhos na área da mobilidade.

A tecnológica germânica destacou também o impacto das operações descontinuadas no terceiro trimestre, relembrando as perdas registas pela Siemens Gamesa Renewble Energy, impulsionadas pelo impacto da pandemia da Covid-19 que atrasou projetos e fez aumentar custos.

No dia 30 de julho, a Siemens Gamesa, holding do grupo Siemens,  revelou ter registado um prejuízo de 805 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano fiscal 2019/2020 (outubro a junho), contra um lucro de 88 milhões um ano antes, devido, nomeadamente, ao impacto da crise da Covid-19.

Ler mais
Recomendadas

Transportes Metropolitanos de Lisboa aprovado pelo Conselho Metropolitano

A Área Metropolitana de Lisboa detém a totalidade da empresa, que vai o património da empresa OTLIS – Operadores de Transportes da Região de Lisboa.

Autoeuropa confirma intenção de não renovar contrato a 120 trabalhadores, revela sindicato

“A Autoeuropa reafirmou a intenção de não renovar os contratos com os 120 trabalhadores. E nós, mais uma vez, reafirmámos que isso não faz qualquer sentido. E que, na nossa opinião, havia alternativas para recolocar estes trabalhadores em outras áreas na fábrica”, disse o dirigente do SITE-SUL, Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul.

Singularity Digital Enterprise colabora na base de dados digital da Fundação José Neves

O trabalho desta empresa portuguesa para a ferramenta de informação “Brighter Future” consistiu na análise de mais de 200 milhões de registos provenientes de mais de 2.500 fontes de dados diferentes.
Comentários