Luís Simões investe 17 milhões de euros em centro de operações logísticas

O operador logístico de fluxos rodoviários vai implementar o novo modelo em Cabanillas del Campo (Guadalajara), Espanha, com foco na implementação de processos automatizados.

????????????????????????????????????

A Luís Simões vai investir 17 milhões de euros no centro de operações logísticas que se encontra situado em Cabanillas del Campo (Guadalajara), Espanha. Este centro terminado em 2017, conseguiu criar 256 empregos diretos e mais de 300 postos de trabalho indiretos.

O operador logístico de fluxos rodoviários na península ibérica pretende que este novo e inovador modelo possua um foco na implementação de processos automatizados.

Para ajudar a esse processo este centro de operações é composto por duas naves, com os respetivos escritórios, que agregam mais de 66.000m2 de área de armazenagem estando também a ser concluída a construção de uma mezzanine (edifício situado entre o piso térreo e o primeiro andar) com 3.000m2 destinado a operações de logística promocional, a seis metros de altura, sobre a área do cais, que conta com duas zonas de co-packing em depósito fiscal e uma zona de co-packing nacional.

A partir destas zonas são produzidas, em campanha, uma média de 50.000 packs diários.

Este centro de operações logísticas de Cabanillas del Campo possui também uma das mais recentes ferramentas tecnológicas, que permitem automatizar a expedição de paletes. Esta inovação permite uma capacidade de saída de 200 paletes por hora.

Este centro tem ainda capacidade para 95.000 paletes e produz 100.000 unidades diárias de picking (separação/preparação de pedidos), com a entrada de 60 camiões de descarga e a saída de 150 camiões de carga por dia.

Ler mais

Relacionadas

Luís Simões atinge quatro mil expedições diárias com comércio eletrónico

O Grupo Luís Simões prevê que esta área de atividade poderá reportar mais de 2,2 milhões de euros em faturação a nível ibérico durante o presente ano.

Luís Simões faz investimento de um milhão de euros em torre de controlo

A empresa de transporte e logística poderá, assim, gerir de forma centralizada as incidências de carga e descarga e fornecer apoio a toda a sua frota em trânsito, segundo o grupo.

‘Megacamiões’ permitem 30% de redução na emissão de CO2, garante Luís Simões

Este sistema foi implementado pela primeira vez em 2014, em Portugal, tendo o Grupo Luís Simões arrancado em 2017 com um novo projeto do género em Espanha, na região de Saragoça.
Recomendadas

Governo tem 38 milhões para trabalhadores informais

Entre os requisitos para aceder ao apoio está “a vinculação ao sistema de proteção social durante 30 meses, findo o prazo de concessão do apoio (dezembro de 2020)”.

Exportações tombam 15,4% este ano e crescem 8,4% em 2021, segundo o Governo

A resolução do Conselho de Ministros que aprova o Programa de Estabilização Económica e Social foi publicada no sábado à noite no suplemento do Diário da República e inclui as previsões do Governo para 2020 e 2021 que não tinham sido apresentadas por António Costa.

Governo estima inflação com recuo de 0,2% em 2020 e aumento de 0,4% em 2021

A resolução do Conselho de Ministros que aprova o Programa de Estabilização Económica e Social foi publicada no sábado à noite no suplemento do Diário da República.
Comentários