Mais de 60 aderentes do BE descontentes com atual orientação política

Um grupo de mais de 60 aderentes do BE promove no domingo o Encontro Nacional Convergência com o objetivo de repensar o partido, por discordarem da atual orientação política da direção e do “fechamento” do Bloco.

Segundo uma nota enviada às redações, o encontro está marcado para domingo de manhã, na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, estando prevista para as 17h00 uma conferência de imprensa no local.

“Há momentos onde é necessária a coragem de começar de novo. Este é um desses momentos em que é necessário ver mais longe do que as ilusões e aparências recomendariam”, pode ler-se na mesma nota.

À agência Lusa, um dos subscritores explicou que a organização está à espera de 200 pessoas para o Encontro Nacional Convergência, que reúne “sensibilidades informais dentro do Bloco de Esquerda como o Novo Curso, Mais Bloco ou Via Esquerda e mais aderentes do partido”.

“São pessoas que consideram que há uma orientação política que não afirma um projeto próprio”, aponta.

Na perspetiva dos organizadores do encontro, é necessário que o “Bloco afirme um projeto político próprio e que assuma que é oposição”.

Os subscritores da convocatória do encontro estão ainda descontentes com questões de democracia interna, criticando “um fechamento grande em termos de capacidade de debate e de acolher diferentes opiniões” por parte da atual direção, liderada por Catarina Martins.

“Aderentes do Bloco de Esquerda de todo o país, ativistas de diversas sensibilidades e origens, reúnem-se no Encontro Nacional Convergência com o propósito de contribuir para repensar o Bloco, a sua presença e intervenção na sociedade, em tempos de grande exigência para enfrentar o colapso ambiental, mobilizar forças e vontades pela igualdade, pela justiça e pelo socialismo”, lê-se na nota à imprensa.

De acordo com o mesmo texto, “reconstruir a pluralidade, respeitar a diversidade, pugnar pela unidade para conseguir caminhos de afirmação são desafios que se colocam num encontro com debate livre e por alternativas”.

Entre as mais de 60 pessoas que assinam a convocatória estão nomes com os ex-deputados Carlos Matias e Pedro Soares, e Mário Tomé, antigo deputado da UDP e o mandatário nacional do BE nas legislativas deste ano.

Ler mais
Recomendadas

PCP identifica seis cadeias de dependência externa que implicam “colonização económica e política”

Turismo, grande distribuição e a aposta no lítio e no hidrogénio não foram esquecidos na análise (muito crítica) que os comunistas fazem à economia portuguesa nas Teses que servirão de base ao XXI Congresso, que decorrerá entre 27 e 29 de novembro.

Hamas e Fatah chegam a acordo para a realização de eleições daqui a seis meses

Depois de 15 anos sem atos eleitorais, na sequência dos confrontos que resultaram da tentativa de coligação em 2006, as duas principais fações palestinianas procuram dar sinais de união numa altura em que o restante mundo árabe parece aberto à normalização dos laços com Israel.

Presidenciais: Paulo Pedroso na “estrutura organizativa” da candidatura de Ana Gomes

O ex-ministro do Trabalho Paulo Pedroso vai integrar a “estrutura organizativa” da candidatura de Ana Gomes a Presidente da República, confirmou hoje a própria numa declaração à agência Lusa.
Comentários