Marcelo espera nomeação do Governo e tomada de posse até final do mês

“Estão a ser seguidos os procedimentos normais e o calendário apontado desde a primeira hora […] é que logo a seguir à primeira reunião da Assembleia da República haja a nomeação e a posse do Governo, o que significa até final do mês de outubro”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

Adriano Machado/Reuters

O Presidente da República afirmou hoje esperar que, até final do mês, o novo Governo seja nomeado e tome posse, tendo em conta os “procedimentos normais” que estão a ser seguidos.

“Estão a ser seguidos os procedimentos normais e o calendário apontado desde a primeira hora […] é que logo a seguir à primeira reunião da Assembleia da República haja a nomeação e a posse do Governo, o que significa até final do mês de outubro”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

Falando aos jornalistas na capital grega, em Atenas, cidade à qual se deslocou para participar no 15.º encontro do Grupo de Arraiolos (que reúne os chefes de Estado europeus sem poderes executivos), o Presidente da República ressalvou que esse calendário “está nas mãos do apuramento final dos resultados e da primeira reunião da Assembleia da República”.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou a Atenas ao final da tarde e irá participar, esta noite, num jantar oferecido pelo Presidente da Grécia, Prokopios Pavlopoulos, aos chefes de Estado no Museu da Acrópole.

As sessões de trabalho decorrem no dia seguinte, sexta-feira, no edifício Zappeion Megaron, tendo como temas as crises económica e dos refugiados e ainda os atuais desafios de segurança na União Europeia (UE).

No final desse dia, Marcelo Rebelo de Sousa participa novamente num jantar oferecido por Prokopios Pavlopoulos aos chefes de Estado da UE, mas desta vez no Palácio Presidencial, ocasião após a qual regressa a Portugal.

O encontro tem este nome porque se realizou pela primeira vez em Portugal, na vila alentejana de Arraiolos, em 2003, por iniciativa do então Presidente Jorge Sampaio.

No próximo ano, a iniciativa decorre novamente em Portugal.

Ler mais
Recomendadas

Parlamento Europeu aprova medidas para atenuar efeitos de um Brexit sem acordo

Os eurodeputados aprovaram um conjunto de medidas que têm como objetivo prorrogar propostas de contingência relativas ao orçamento da UE, aos transportes e às pescas e assegurar apoio financeiro aos mais afetados por um Brexit sem acordo.

“Uma perda de tempo e energia”. Juncker critica impasse do Brexit

O processo de divórcio entre o Reino Unido e os 27 está dependente da sessão parlamentar desta tarde, na Câmara dos Comuns. Até que se chegue a um consenso em Westminster, os eurodeputados no Parlamento Europeu não deverão aprovar o acordo do Brexit.

Brexit: este foi o acordo que a Câmara dos Comuns se recusou a debater novamente

Para perceber o que representa a saída do Reino Unido da União Europeia, há que entender os quatro pontos fundamentais em que se baseia o acordo de saída. Câmara dos Comuns recusou debater e votar novamente este acordo.
Comentários