Marcelo “não autoriza a utilização da sua imagem por qualquer candidato ou candidatura às próximas eleições”

O chefe de Estado disse não autorizar “nenhum candidato” a utilizar a sua imagem em campanha eleitoral.

Cristina Bernardo

“O Presidente da República não autoriza nem autorizará a utilização da sua imagem por qualquer candidato ou candidatura às próximas eleições”, refere uma nota do chefe de Estado publicada no ‘site’ da Presidência da República.

O esclarecimento surgiu depois de o deputado do PSD Cristóvão Norte ter apresentado na rede social Twitter um folheto com a lista dos candidatos socialistas por Coimbra, cuja cabeça de lista é a atual ministra da Saúde, Marta Temido.

Além das fotografias dos candidatos surge uma imagem de Marcelo Rebelo de Sousa com o número dois da lista, Pedro Coimbra, que é também deputado, presidente da Federação Distrital de Coimbra e presidente da Assembleia Municipal de Penacova.

“O gabinete do Presidente tem de tornar público que rejeita esta grosseira manipulação e que exige a sua remoção. O PS domina as artes menores da política. Folheto PS do círculo de Coimbra”, lê-se na mensagem do deputado social-democrata.

Aos jornalistas, à margem de uma visita à Feira do Livro do Porto, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou hoje esperar que a “utilização abusiva” da sua imagem em folheto com os candidatos do PS de Coimbra às eleições legislativas seja retirada.

O chefe de Estado disse não autorizar “nenhum candidato” a utilizar a sua imagem em campanha eleitoral.

“Como sabem, tiro fotos com milhões de portuguesas e portugueses, mas isso é uma coisa, outra coisa é um, algum ou alguma desses portugueses candidatos utilizar isso para efeitos de campanha”, afirmou.

Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que tinha acabado “de ditar para o sítio da Presidência da República uma coisa muito simples que é, o Presidente da República não autorizou, não autoriza, nem autorizará nenhum candidato a utilizar a sua imagem na campanha eleitoral, só”.

O chefe de Estado acrescentou que, com esta sua posição, espera que seja retirada a “utilização abusiva” da sua imagem.

Relacionadas

Assunção Cristas defende “Estado Social de parceria” na saúde e na educação

Assunção Cristas garante que é “mais fácil, mais barato e mais eficaz” o Estado contratualizar com os setores privado e social.

Jerónimo de Sousa diz que “o voto na CDU conta, e conta bem”, para impedir maioria absoluta do PS

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, admite, no discurso de abertura da 43.ª edição da Festa do Avante!, que o voto na CDU pode ser determinante para impedir uma maioria absoluta do Partido Socialista.
Recomendadas

Autárquicas: Jerónimo acusa PS de usar aparelho do Estado para conquistar votos

O secretário-geral do PCP acusou hoje o PS de estar a utilizar o aparelho do Estado, nomeadamente a “bazuca europeia”, para conquistar votos nas eleições autárquicas, e exigiu que seja garantida a neutralidade dos órgãos de poder.

Autárquicas: Rio acusa Costa líder do PS de “desmentir” Costa PM sobre Matosinhos

O presidente do PSD acusou hoje António Costa de, enquanto líder do PS, ter desmentido no domingo o que disse enquanto primeiro-ministro sobre o encerramento da refinaria de Matosinhos, porque “para ele vale tudo para ganhar eleições”.

“PRR na campanha autárquica? É gravíssimo e só demonstra a falta de vergonha do PS”, considera candidato da IL a Lisboa

Na última edição do programa “Primeira Pessoa, da plataforma multimédia JE TV, Bruno Horta Soares considerou “gravíssima” a entrada do Plano de Recuperação e Resiliência na campanha eleitoral, algo que no entender deste consultor, “só demonstra a falta de vergonha” dos socialistas.
Comentários