PremiumMarcelo vai à China captar investimento e desafiar ordem global

Presidente da República vai ao Fórum “Faixa e Rota”, depois de ter apoiado formalmente a iniciativa chinesa de unir a Ásia à Europa. EUA e potências ocidentais temem intenção expansionista do rival.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, parte esta sexta-feira para Pequim para uma visita de Estado de seis dias, a convite do homólogo chinês, Xi Jinping. O chefe de Estado português vai participar na segunda edição do Fórum “Faixa e Rota” – que visa dar a conhecer o programa histórico de Jinping para investir milhares de milhões de euros em infraestruturas na Ásia, África e Europa – e segue visita por outras duas cidades chinesas: Xangai e Macau.

A Grande Muralha da China, ao norte de Pequim, foi o ponto escolhido para o início da visita do presidente Marcelo ao Império do Meio. Criada para proteger os chineses contra os invasores, a muralha é hoje um dos maiores símbolos da cultura desse país e do seu empreendedorismo. É neste projeto megalómano que o chefe de Estado português vai ser recebido pelo primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, e por Jinping, antes de partir para conhecer outro projeto igualmente imponente: a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Presidente da República já tem “mala feita” para a visita à China

“A China sabe que é nossa parceira importante, não é aliada. E nós sabemos que somos parceiros da China, não somos aliados”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa realiza visita de Estado à China entre 26 de abril e 1 de maio

Em Pequim, o Presidente da República reunirá com o presidente da China, Xi Jinping, e com o primeiro-ministro do país e, em Xangai e em Macau, com as máximas autoridades locais.
Recomendadas

PremiumPonte de Sor cria condições para manutenção de Boeing e Airbus

A construção de um grande hangar, capaz de acolher aviões comerciais de médio curso para realizar operações de manutenção é o próximo projeto que a Câmara de Ponte de Sor levará a concurso. O investimento será de 4 milhões. Criará 200 empregos.

PremiumIndústrias de Defesa vão ter novo modelo de gestão neste verão

A liquidação da EMPORDEF estará concluída nos próximos dois meses, admite o Ministério da Defesa, o que permitirá avançar com um novo paradigma empresarial de gestão das participadas industriais.

Premium‘Primeira volta’ das legislativas vai deixar tudo em aberto

Eleições europeias deste domingo tornaram-se uma avaliação deste Governo, por iniciativa do primeiro-ministro António Costa. Depois da “crise dos professores”, o PS voltou a distanciar-se do PSD, mas com que efeitos a médio prazo e nas legislativas?
Comentários