PremiumMarcelo vai à China captar investimento e desafiar ordem global

Presidente da República vai ao Fórum “Faixa e Rota”, depois de ter apoiado formalmente a iniciativa chinesa de unir a Ásia à Europa. EUA e potências ocidentais temem intenção expansionista do rival.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, parte esta sexta-feira para Pequim para uma visita de Estado de seis dias, a convite do homólogo chinês, Xi Jinping. O chefe de Estado português vai participar na segunda edição do Fórum “Faixa e Rota” – que visa dar a conhecer o programa histórico de Jinping para investir milhares de milhões de euros em infraestruturas na Ásia, África e Europa – e segue visita por outras duas cidades chinesas: Xangai e Macau.

A Grande Muralha da China, ao norte de Pequim, foi o ponto escolhido para o início da visita do presidente Marcelo ao Império do Meio. Criada para proteger os chineses contra os invasores, a muralha é hoje um dos maiores símbolos da cultura desse país e do seu empreendedorismo. É neste projeto megalómano que o chefe de Estado português vai ser recebido pelo primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, e por Jinping, antes de partir para conhecer outro projeto igualmente imponente: a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Presidente da República já tem “mala feita” para a visita à China

“A China sabe que é nossa parceira importante, não é aliada. E nós sabemos que somos parceiros da China, não somos aliados”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo Rebelo de Sousa realiza visita de Estado à China entre 26 de abril e 1 de maio

Em Pequim, o Presidente da República reunirá com o presidente da China, Xi Jinping, e com o primeiro-ministro do país e, em Xangai e em Macau, com as máximas autoridades locais.
Recomendadas

Premium“Queremos responsabilizar as empresas poluentes”

PAN quer poluidores a financiar fundo, meios para investigar crimes ambientais e uma nova cultura nos tribunais. Não rejeita entendimento com António Costa, mas não tem o Governo no horizonte.

PremiumTurismo de Portugal: Enoturismo e literatura vão ser as novas apostas

Segmentos ligados aos mundos dos vinhos e da literatura foram escolhidos pelo Turismo de Portugal para atrair ainda mais visitantes ao país.

PremiumPortugal atinge recorde de 24 milhões de turistas em 2019

Presidente do Turismo de Portugal acredita que o crescimento verificado no final do primeiro semestre se irá manter na segunda metade do ano.
Comentários