Mau tempo encaminha-se para sueste mas sem previsão tão grave como no norte

A superfície frontal que atinge o continente e que trouxe precipitação intensa no norte do país está a encaminhar-se para sueste, mas não está prevista uma situação tão grave como a que ocorreu a norte, disse fonte do IPMA.

Em declarações à Lusa, Ricardo Tavares, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), revelou que a superfície frontal fria que hoje trouxe “mau tempo e precipitação intensa” no norte está a deslocar-se de noroeste para sueste, tendo já passado a região de Lisboa, estando agora a passar no distrito de Setúbal (cerca das 15:00).

“No interior, ainda está mais inclinada, ainda vai nos distritos de Vila Real, Viseu, Coimbra e Santarém. Vai para sueste e, na sua passagem, vamos ter precipitação mais persistente. No entanto, não se prevê uma situação tão gravosa com a ocorreu esta manhã e início da tarde no litoral da região norte”, explicou Ricardo Tavares.

Segundo o meteorologista, ao longo da tarde de hoje, prevê-se que a superfície frontal “passe por todo o território do continente”, passando, gradualmente, a um regime de aguaceiros “que podem ser mais intensos no norte e centro e com trovoada”.

“Para amanhã [domingo] e próximos dias está prevista alguma nebulosidade, com possibilidade de existir pontualmente alguns aguaceiros e uma descida de temperatura”, adiantou Ricardo Tavares.

As “condições meteorológicas adversas” provocaram hoje o desvio de pelo menos nove voos no Aeroporto Sá Carneiro, distrito do Porto.

Até cerca das 13:30, e de acordo com o comandante Pedro Araújo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), tinham sido registadas 52 ocorrências para o distrito do Porto e 34 para o distrito de Braga, desde as 00:00, sendo que se registaram maioritariamente depois das oito da manhã.

Ler mais
Relacionadas

Mau tempo: Distrito do Porto com “precipitação intensa” até às 15h00

O distrito do Porto vai manter “o registo de precipitação intensa” até às 15:00 de hoje, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), que prevê o aumento do número de ocorrências devido à chuva forte.

Braga e Porto com inundações em habitações e vias públicas devido à chuva

As chuvas fortes registadas hoje no distrito de Braga e Porto provocaram inundações em estradas e habitações com o registo total de 34 ocorrências entre as 08:00 e as 11:30, disse à Lusa fonte oficial.
Recomendadas

Greta Thunberg vai ao parlamento português entre final do mês e início de dezembro

Há uma semana, os deputados da comissão parlamentar de Ambiente aprovaram, por unanimidade, a proposta para a vinda da ativista sueca a Portugal.

Renda acessível. Câmara de Lisboa vai propor novo modelo até ao final do ano

Fernando Medina referiu que o novo modelo “não é o original”, mas notou que “é o possível” neste momento, não adiantando mais pormenores acerca da proposta que submeterá à apreciação do executivo.
Comentários