Premium“Medidas de apoio à economia são insuficientes”, diz presidente da ACP

O presidente da Associação Comercial do Porto diz que “não basta anunciar medidas”, sendo necessário “fazer chegar o dinheiro às empresas e ao mundo real”. Nuno Botelho defende ainda que o Estado deveria também pagar as suas dívidas a fornecedores.

Nuno Botelho lidera desde 2013 a Associação Comercial do Porto que, com 186 anos de história, esteve na origem da primeira companhia de seguros portuguesa, da construção do Porto de Leixões e da fundação da Faculdade de Economia do Porto. A Associação Comercial do Porto (ACP) conta com mais de um milhar de associados, entre os quais as principais empresas e empresários do Norte do país. Em entrevista, o também empresário (é sócio e diretor da Essência do Vinho) elogia a atuação do Governo no combate à pandemia de Covid-19, mas diz que as medidas económicas não bastam para permitir uma retoma rápida e sustentada.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Marques Mendes: Governo está a demorar muito tempo a decidir sobre a TAP

O comentador político diz que a solução para a TAP no imediato vai passar por um empréstimo público ou um empréstimo privado com garantia de Estado, apontando que o Estado não vai integrar a Comissão Executiva, mas que os “poderes do Conselho de Administração serão reforçados”.

Luxair retoma voos para Faro com clientes luxemburgueses para hotéis do Grupo NAU

Cerca de 70 turistas do Luxemburgo ficaram alojados no o São Rafael Atlântico e o Salgados Dunas Suites, reabriram hoje, dia 31 de maio, as suas portas, e vão permanecer entre sete e 14 noites.

Centros comerciais vão reabrir amanhã à exceção da Área Metropolitana de Lisboa

Dos 94 centros comerciais associados da APCC, 35 são na Área Metropolitana de Lisboa, representando cerca de 50% do emprego deste subsetor de atividade.
Comentários