Menos edifícios concluídos no primeiro trimestre, mas licenciamentos subiram

Valor corresponde a um aumento de 7,0% face ao mesmo período do ano anterior e de 1,0% em relação ao último trimestre de 2020. Foram ainda concluídos 3,7 mil edifícios em Portugal.

Cristina Bernardo

No primeiro trimestre de 2021 foram licenciados em Portugal 6,5 mil edifícios o que representou um crescimento de 7,0% face ao mesmo período do ano anterior e de 1,0% em relação ao último trimestre de 2020, de acordo com os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quarta-feira, 9 de junho.

Já os edifícios concluídos verificaram uma descida de 13,6% em termos homólogos (-4,1% no quarto trimestre de 2020), e aumentaram 0,4% face ao trimestre anterior.

Do total de edifícios licenciados, 73,2% eram construções novas e destas, 80,2% destinavam-se a habitação para famílias. Foram concluídos 3,7 mil edifícios em Portugal.

A Região Autónoma dos Açores foi a única a apresentar uma variação homóloga negativa no número total de edifícios licenciados no 1º trimestre de 2021 (-0,9%). As restantes regiões apresentaram variações homólogas
positivas, com destaque para a Área Metropolitana de Lisboa (+13,2%), Alentejo (+11,8%) e Centro (+6,4%)

O número de edifícios licenciados em construções novas cresceu 8,4% face ao 1º trimestre de 2020, acompanhado por um crescimento de 1,5% nas obras de reabilitação. Em comparação com o trimestre anterior, o licenciamento em construções novas aumentou 13,7% e as obras de reabilitação cresceram 8,4%.

Com exceção da Região Autónoma dos Açores (-1,3%), todas as regiões do país registaram um crescimento homólogo no licenciamento para construções novas, evidenciando-se a Região Autónoma da Madeira (+27,1%), a Área Metropolitana de Lisboa (+13,3%) e o Norte (+9,5%).

No trimestre em análise foram licenciados 6,8 mil fogos em construções novas para habitação familiar. Este valor representou uma subida de 6,8%, face ao 1º trimestre de 2020 (+9,3% no quarto trimestre de 2020). A Área Metropolitana de Lisboa e a Região Autónoma da Madeira foram as únicas a apresentar uma variação homóloga negativa desta variável (-11,7% e -11,6%, respetivamente).

Já nas obras concluídas, no primeiro trimestre de 2021 foram terminados 4,8 mil fogos em construções novas para habitação familiar, correspondendo a um acréscimo de 12,3% face ao primeiro trimestre de 2020 (+13,0% no quarto trimestre de 2020).

Estima-se que este crescimento tenha abrangido as regiões da Área Metropolitana de Lisboa (+30,7%), Norte
(+10,7%), Centro (+8,8%) e Algarve (+1,6%). As Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, tal como o
Alentejo, terão observado decréscimos neste indicador: -19,7%, – 16,7% e -11,9%, respetivamente.

Produção na construção aumentou 3,2% em abril

A produção na construção em Portugal registou uma subida de 3,2% em abril, valor que representa mais 4,4 pontos percentuais (p.p.) ao verificado em março, mas 3,1% abaixo de abril de 2019.

Por sua vez, o emprego e as remunerações apresentaram variações homólogas de 3,0% e 14,7%, o que correspondeu a variações de 0,5% e 6,7% no mês anterior, respetivamente.

Recomendadas

Grupo Ageas Portugal compra dois edifícios de escritórios em Lisboa

Negócio faz parte de uma estratégia que resultará num investimento de 500 milhões de euros que a empresa pretende efetuar no mercado imobiliário nacional até ao final do ano.

De Tavira à Ilha do Pico. “Condé Nast” sugere nove casas em Portugal para alugar este Verão

A reputada publicação internacional “Condé Naste Traveler” fez uma escolha das casas de Verão mais interessantes para alugar em Portugal. De Tavira, no Algarve à Ilha do Pico, nos Açores, dos 100 euros aos 6 mil euros por semana, conheça as propostas para umas férias de sonho em território português.

Preço médio das rendas estabiliza em junho depois de três meses consecutivos a aumentar

Os distritos com maiores quebras no valor de arrendamento, foram o de Brangança, Viseu e Leiria. Por outro lado, as maiores subidas verificaram-se em Vila Real, Viana do Castelo e Beja.
Comentários